Wanderlei Silva "Cachorro Louco" esbanja técnica e simpatia

Por Alexandre Arditti

O curitibano Wanderlei Silva deu um verdadeiro show de técnica e simpatia em sua passagem pelo Recife. No sábado passado (27), o lutador de 37 anos ministrou um seminário sobre MMA no centro de treinamento MXA Fight Club, em Boa Viagem. Tido como uma das maiores lendas da história da modalidade, o peso médio do UFC mostrou mesmo que é uma fera no muay-thai, e ainda esbanjou bom humor, fazendo piadas durante o treino e arrancando risadas dos presentes.

Wanderlei Silva em seminário na MXA Fight Club
Wanderlei Silva em seminário na MXA Fight Club

Na coletiva de imprensa, ao lado do também lutador do UFC Jussier Formiga, Wanderlei Silva falou sobre vários temas, inclusive sobre o quanto gostou do Recife e dos fãs pernambucanos. Os principais pontos da entrevista do Cachorro Louco, você vê abaixo:

Impressão do Recife

“Quando você vai para um lugar diferente, você nunca sabe o tanto de pessoas que te conhecem. Mas fiquei surpreso com as pessoas aqui no Recife. Já liguei para a minha patroa e disse: “O clima é bom, a praia é bonita… tem um apartamento a beira-mar… Quem sabe vocês não vão ganhar um novo vizinho?”

Disputa pelo cinturão

“Estou vindo de boas performances. Nas últimas três lutas, ganhei quatro bônus. Estou representando bem o País, conseguindo fazer combates emocionantes diante dos maiores nomes do mundo. O Anderson era amigo meu, eu nem pensaria em lutar com ele. Mas agora, que tem novo campeão, quem sabe?”

Aposentadoria descartada

“Não penso nisso. Estou me sentindo muito bem. O fim da carreira depende muito da performance do atleta, depende do que ele vem mostrando. Como estou me sentindo muito bem nem penso nisso”

O seminário de Wanderlei Silva marcou a inauguração oficial da MXA Fight Club, um dos mais modernos centros de treinamento de artes marciais do Nordeste. A academia erguida em Boa Viagem, nas imediações do Shopping Center Recife, conta com salas climatizadas dedicadas a sete modalidades: MMA, jiu-jítsu, boxe, muay-thai, kickboxing, morganti e krav maga.

“Foi incrível, uma experiência única para todos que têm Wanderlei como ídolo. Ele não nos deu apenas lições de combate, mas também de simpatia e humildade. É um cara sensacional, que merece toda a nossa admiração”, afirmou Avelar Sampaio, proprietário da MXA Fight Club.

Wanderlei Silva em seminário na MXA Fight Club
Wanderlei Silva em seminário na MXA Fight Club

 


Formiga vai se juntar a Wanderlei Silva em seminário no Recife

Por Alexandre Arditti

Mais um lutador do UFC foi escalado para participar da inauguração oficial do centro de treinamento de artes marciais MXA Fight Club, neste sábado, a partir das 14h, em Boa Viagem. O peso mosca Jussier Formiga vai se juntar à lenda curitibana Wanderlei Silva, que ministrará um seminário sobre MMA na academia para praticantes de lutas. O potiguar também entrará no octógono para treinar ao lado do Cachorro Louco, que pela primeira vez estará no Nordeste.

“Quando comecei no MMA, Wanderlei já era uma lenda. Ele fazia muito sucesso no Pride (evento japonês, que foi extinto em 2007). Sempre me espelhei em sua história de superação para também tentar vencer no esporte. Ele é um ídolo para todos os atletas da nova geração do Brasil e do mundo”, disse Formiga, 28 anos, dono de um cartel com 15 vitórias e apenas 2 derrotas no MMA. No UFC, o potiguar vem embalado por vitória sobre Chris Cariasco (EUA), em maio. Seu próximo desafio é em setembro, contra o norte-americano Joseph Benavidez, no UFC em Belo Horizonte.

No seminário, Wanderlei Silva abordará vários temas relacionados ao MMA – desde o aquecimento até técnicas de luta em pé e no chão. Dono de um cartel com 35 vitórias e apenas 12 derrotas, o Cachorro Louco também responderá perguntas dos alunos inscritos. “Estou bastante ansioso em dar esse seminário no Recife. Sempre ouvi falar muito bem daí e quero ter esse contato com os fãs, com os atletas e com os técnicos pernambucanos”, disse o curitibano, que mora em Las Vegas (EUA), onde comanda a academia Wand Fight Team.

O seminário de Wanderlei Silva marca a inauguração oficial da MXA Fight Club, um dos mais modernos centros de treinamento de artes marciais do Nordeste. A academia erguida em Boa Viagem, nas imediações do Shopping Center Recife, conta com salas climatizadas dedicadas a sete modalidades: MMA, jiu-jítsu, boxe, muay-thai, kickboxing, morganti e krav maga. A intenção dos comandantes da MXA Fight Club é realizar com frequência os cursos com feras do UFC.

“Ter uma lenda como Wanderlei Silva em Pernambuco é algo sensacional. É a melhor forma que encontramos para difundir e desmistificar o MMA, além de capacitar os nossos técnicos e atletas”, afirmou o proprietário da MXA Fight Club, Avelar Sampaio. “Por isso, não queremos parar nesse curso. Já estamos conversando com outros cascas-grossas do MMA mundial para que também possam vir ao Recife. Em breve, teremos novidade para os fãs”, completou Avelar.

poster_wanderley2


UFC Suécia: Wanderlei Silva assume pegadinha de 1º de Abril sobre luta contra Mousassi

Mesmo após ter concedido entrevista a veículos importantes da imprensa brasileira, como o Sportv e a TATAME – parceira do Portal Terra – o lutador meio-pesado Wanderlei Silva admitiu no twitter que sua luta contra Gegard Mousasi no UFC on Fuel TV 9 não passou de uma pegadinha de 1º de abril.

A notícia de que o veterano havia se oferecido para substituir Alexander Gustafsson no sábado caiu como uma bomba nos principais noticiários que davam o evento como perdido com a saída do principal competidor do espetáculo, já que The Mauler é sueco e corre risco de não competir em seu país devido a um corte sobre o olho.

“Eu peguei vocês. Esse foi o melhor 1º de abril mas eu gostaria que fosse verdade. Só não vou porque o UFC não me ligou” – escreveu o veterano no twitter para a frustração dos fãs que se animaram com a possibilidade de rever o ídolo em ação após um mês de sua vitória sobre Brian Stann no Japão.

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2013/04/02/wanderlei-silva-sobre-luta-contra-mousasi-peguei-voces/


UFC Suécia: Wanderlei Silva confirma luta contra Gegard Mousasi para o próximo sábado

Apreciadores do MMA em todo o mundo foram surpreendidos pelas mensagens de Wanderlei Silva no twitter. O brasileiro, que nocauteou Brian Stann no dia 3 de março, no Japão, colocou-se à disposição do Ultimate Fighting Championship para substituir Alexander Gustafsson, que sofreu um corte acima do olho e ficou impossibilitado de enfrentar Gegard Mousasi.

Uma onda de excitação, e outra de receio tomou conta dos fãs e da mídia, respectivamente. De um lado, a legião de adoradores do curitibano desejava ardentemente a oficialização da luta; de outro, os jornalistas estavam preocupados, temerosos de serem vítimas de uma pegadinha do dia 1º de abril – dia da mentira no Brasil e  no resto do planeta.

Mas o ídolo de trinta e seis anos, trinta e cinco vitórias, doze derrotas e dois empates fará a qüinquagésima luta da carreira no dia 6 de abril, em Estocolmo, na principal atração do UFC on Fuel TV 9. No microblog, Wanderlei confirmou: “Lets go!!! Vou lutar no sábado. Haja coração. Tô prontinho, vou com tudo pra nocautear” – postou o veterano mais querido do esporte.

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2013/04/01/wanderlei-silva-confirma-luta-contra-gegard-mousasi/


UFC Japão Videos: Asissta Wanderlei Silva vs Brian Stann e todas as outras lutas

Nesse sábado para o domingo aconteceu o UFC On Fuel TV 8, evento realizado no Saitama Super Arena, palco de belos eventos no Pride onde o Wanderlei Silva tornou-se uma lenda no MMA. E nesse evento o Wanderlei enfrentou o americano Brian Stann em um épico combate ao maior estilo do "Cachorro Louco", que salvou o todo o card.
Outros três brasileiros lutaram no evento mas somente 1 deles levou a vitória pro brasil que foi o Rani Yahya. Marcelo Guimarães e Cristiano Marcello não obtiveram sucesso.
As lutas abaixo estão em servidores que muito breve serão removidos, então aproveite para assistir ou mandar para seus amigos.
Card Principal
Card Preliminar

UFC Japão: Wanderlei Silva nocauteia Brian Stann em épico combate

Uma noite inesquecível para os fãs do MMA. Após 7 anos, Wanderlei Silva voltou pra casa, o palco onde o consagrou e ele não deixou a responsabilidade de lado e nocauteou o norte-americano Brian Stann em um combate frenético desde o início. Em combate válido pelos meio-pesados, na madrugada deste sábado (02), Wanderlei Silva levou os japoneses no Saitama Super Arena ao delírio. No Co-Main Event, Mark Hunt não respeitou o tamanho do holandês Stefan Struve e derrubou o “arranha céus” emplacando sua 3º vitória seguida. Em evento morno, Wanderlei Silva salvou a noite na terra do sol nascente. Primeiro pela entrada que o consagrou no palco onde brilhou por muito tempo e lhe fez ser reconhecido pelo que é hoje. Wand em nenhum momento andou para traz nem mesmo com os duros golpes que tomava de Brian Stannm, muito pelo contrário, o “cachorro louco” conectava golpes no contra-ataque e fazia o norte americano respeitá-lo. O duelo foi frenético desde os seus primeiros segundos de luta, no primeiro round Stann tentou intimidar o brasileiro partindo pra cima, mas esqueceu que a “praia” do brasileiro é trocação e se deu mal, dava um e tomava dois no contra-ataque.

No segundo round, os lutadores voltaram com mais calma e cuidado, buscando a hora certa de golpear. Stann, já mostrava sinais do round inicial com um grande ferimento no nariz, não se apresentava para a trocação aberta respeitando o brasileiro, com isso, Wanderlei aproveitava a oportunidade e mirava o local, aplicando socos seguidos. Com dois minutos de luta, Stann aplicou um novo chute na região genital e foi advertido pelo árbitro Marc Goddard. Na volta para a luta, o brasileiro aplicou um chute alto que surpreendeu Stann. Após mais alguns momentos de estudos, o brasileiro partiu para decidir a luta. Após um direto de direita, Wanderlei acertou um cruzado de esquerda que derrubou o americano definitivamente, aplicando apenas mais alguns golpes antes de ver a luta ser encerrada pelo árbitro e levando o público ao delírio no Saitama Super Arena. Wand retorna ao palco que o consagrou com uma vitória épica. ”Eu tive os melhores momentos da minha vida aqui, e hoje é mais um.” disse a lenda ainda no octógono da arena

Rani Yahya vence no sufoco, e Cristiano Marcelo e Marcelo Guimarães são derrotados.

Antes do show de Wanderlei Silva, outros 3 brazucas subiram ao cage mais famoso do mundo no Saitama Super Arena. Abrindo o card preliminar, capixaba Marcelo Guimarães foi surpreendido com uma joelhada na face do sul-coreano Hyun Gyu Lim no último minuto do segundo round. Quem também foi superado, foi Cristiano Marcello, que não conseguiu fazer uma boa peformace e foi Cristiano Marcello que foi superado pelo japonês Kazuki Tokudome em um duelo morno.

Não foi Wanderlei Silva o único brazuca a vencer na noite. O finalizador Rani Yahya não conseguiu finalizar Mizuto Hirota mas conseguiu anular o jogo de solo do Japonês que tentava a todo momento levar o duelo pro chão. O brasileiro aproveitava da insistência do rival e buscava a finalização, mas o rival guerreiro se defendia bem, mas com uma aula de jiu-jitsu, a vitória veio para o brasil por decisão unânime dos jurados.

 

PRÊMIOS DA NOITE:

Além do belo nocautaço, Wanderlei Silva faturou o prêmio de melhor nocaute da noite, e também de melhor luta da noite diante de Brian Stann, levando então 100 mil dólares para casa. O evento não teve finalização, e por isso mas a honra foi dividida com o neozelandês Mark Hunt, que também levou US$ 50 mil por seu impressionante nocaute contra o holandês Stefan Struve. Hunt, de 1,77m, venceu Struve, de 2,13m, com um cruzado de esquerda certeiro que quebrou o maxilar do “Arranha céus” holandês.

 UFC JAPÃO, SAITAMA SUPER ARENA: Silva x Stann
        CARD PRINCIPAL 

  • Wanderlei Silva venceu Brian Stann por nocaute aos 4m08s do segundo round
  • Mark Hunt venceu Stefan Struve por nocaute a 1m44s do terceiro round
  • Diego Sanchez venceu Takanori Gomi por decisão dividida
  • Yushin Okami venceu Hector Lombard por decisão dividida
  • Rani Yahya venceu Mizuto Hirota por decisão unânime
  • Dong Hyun Kim venceu Siyar Bahadurzada por decisão unânime

      CARD PRELIMINAR

  • Brad Tavares venceu Riki Fukuda por decisão unânime
  • Takeya Mizugaki venceu Bryan Caraway por decisão dividida
  • Kazuki Tokudome venceu Cristiano Marcello por decisão unânime
  • Alex Caceres venceu Kyung Ho Kang por decisão dividida
  • Hyun Gyu Lim venceu Marcelo Guimarães por nocaute aos 4m00s do segundo round

Fonte: http://newsmma.wordpress.com/


UFC Japão: Hoje tem Wanderlei Silva vs Brian Stann e mais 3 brasileiros no card

Neste sábado acontecerá o UFC Japão, diretamente do Saitama Super Arena em Saitama, Japão, palco de dezenas de edições do Pride.

O Brasil estará representado por Wanderlei Silva, Rani Yahya, Cristiano Marcello e Marcelo Guimarães.

Na luta principal, o ícone brasileiro Wanderlei Silva duelará com o americano Brian Stann, em um embate programado para cinco rounds que valerá pela divisão dos meio-pesados (até 93 kg), marcando a volta do brasileiro à sua antiga categoria.

Wand  nasceu no dia 03 de julho de 1976 e era conhecido como "Mr. Pride" e foi o maior nome do evento durante anos, possuindo - até hoje - milhares de fãs em terrotório nipônico.

O "Mr. Pride" leva 34 vitórias, 12 derrotas, um empate e um N/C, vindo de revés por decisão unânime para Rich Franklin no UFC 147 no dia 23 de junho.

A última luta de Wanderlei Silva no Japão aconteceu no Pride que teve a final do torneio Absoluto, no dia 10 de setembro de 2006, onde foi nocauteado pelo croata Mirko Crocop na semifinal. Mais tarde e no mesmo evento, Cro Cop venceu o americano Josh Barnett na final e se sagrou campeão do torneio.

A trocação de Wand é muito potente e uma das mais poderosas do MMA, eis que  é um fenômeno no Muay Thai, além de ser faixa-preta de jiu-jitsu e possuir um excelente boxe.

Das 34 vitórias, 24 foram por nocaute, 7 por decisão e 3 por finalização. Lutou 28 vezes no pride, tendo a sua estreia no Pride 7 no dia 10 de setembro de 1999. Venceu 22 vezes no Pride, com 4 derrotas, um empate e um N/C.

A luta deverá se desenvolver toda em Pé e Wanderlei Silva leva vantagem, tendo em vista que tem golpes muito mais potentes, com um arsenal maior.

Já Stann nasceu no dia 24 de setembro de 1980 e faz parte do exército norte-americano como Capitão, sendo que lutou na Invasão do Iraque em 2003. Foi campeão dos meio-pesados do extinto WEC e é especista em luta em pé, possuindo um wresting de alto nível.

Stann ostenta 12 triunfos e 5 fracassos, sendo que em seu último compromisso acabou sendo superado pelo inglês Michael Bisping por decisão unânime no UFC 152 no dia 22 de setembro.

Das 12 vitórias, 8 foram por nocaute,  2 por decisão e apenas uma por finalização.

A estratégia dos dois lutadores será clara: ir em busca do nocaute.

A torcida estará toda a favor de Wand que tem a motivação de voltar a lutar na terra que consolidou o seu sucesso no MMA.

Deste modo, em uma batalha parelha e de pura trocação, Wanderlei Silva tem vantagem e deverá vencer por nocaute, talvez com sua potentes joelhadas que fizeram história no Pride.

Na segunda luta mais relevante, o holandês Stefan Struve irá para a batalha contra o perigoso trocador Mark Hunt, repesentante da Nova Zelândia. A luta valerá pela divisão dos pesados (acima de 93 kg), atualmente dominada por Cain Velasquez. Mark Hunt possui o pior cartel entre os lutadores de ponta do UFC, amargando 8 vitórias e 7 derrotas. Contudo, luta desde os tempos do Pride e já enfrentou nomes do calibre de Fedor Emelianenko, Wanderlei Silva, Alistair Overeem, Mirko Cro Cop e Josh Barnett.

Destaque para o extrema qualidade do card, com lutas de leves entre o japonês Takanori Gomi (34 vitórias e 8 derrotas) e o americano Diego Sanchez (23 vitórias e 5 derrotas), assim como o combate de médios entre o cubano Hector Lombard (32 vitórias, 3 derrotas, um empate e um N/C) e o japonês Yushin Okami (28 vitórias e 7 derrotas).

Ainda, Rany Yahya (17 vitórias e 7 derrotas) representará o Brasil em uma dura batalha contra o japonês Mizuto Hirota (14 vitórias, 5 derrotas e um empate), pelos penas (até 66kg), divisão dominado por José Aldo.

Será a sexta vez do Ultimate no Japão, sendo que a última se deu quando Ben Henderson conquistou o título dos leves (até 70kg) ao superar Frankie Edgar no UFC 144 no dia 25 de fevereiro de 2012.

Vídeo da análise dos combates aqui.

A análise dos combates aqui.

Countdown do UFC aqui.

Pesagem oficial do UFC aqui.

Vlog de Dana White aqui.

Acompanhe também pelo twitter aqui.

Confira o card do evento, sujeito a alterações:

Wanderlei Silva vs. Brian Stann;
- Mark Hunt vs. Stefan Struve;
- Takanori Gomi vs. Diego Sanchez;
- Hector Lombard vs. Yushin Okami;
- Mizuto Hirota vs. Rani Yahya;
- Siyar Bahadurzada vs. Dong Hyun Kim;

Lutas Preliminares

- Riki Fukuda vs. Brad Tavares;
- Bryan Caraway vs. Takeya Mizugaki;
Cristiano Marcello vs. Kazuki Tokudome;
- Alex Caceres vs. Kyung Ho Kang;
- Marcelo Guimarães vs. Hyun Gyu Lim;


Wanderlei Silva é lenda e não apenas um mero mortal

Aposentadoria, demissão, queixo… são algumas das discussões que envolvem um dos atletas mais respeitados e queridos das artes marciais mistas em todos os tempos. Aos trinta e seis anos, com trinta e quatro vitórias, doze derrotas, um empate e uma luta sem resultado no cartel, é inegável que Wanderlei Silva está próximo de pendurar as luvas que o consagraram em todo o mundo como um dos lutadores mais agressivos da história do esporte.

O curitibano retorna à Terra do Sol Nascente para fazer a luta principal do UFC on Fuel TV 8 seis anos após a última apresentação no Japão, onde protagonizou vários eventos e conquistou uma legião fiel de fãs que o idolatram até os dias atuais. Foi no PrideFC, evento que foi adquirido pela Zuffa em 2007, onde o Assassino do Machado ganhou aura mística e incorporou o instinto guerreiro dos samurais por sua entrega no ringue onde derrotou alguns dos melhores oponentes daquela época.

Próximo do momento de encerrar a vitoriosa carreira, Silva revelou ao blog Na Grade do MMA que tem planos de entrar para a política em seu estado natal e de executar um projeto voltado para as crianças. Ele já divide a carreira com a academia Wand Fight Team, que se tornou referência em pouco tempo de existência, e tem atuado como revelador de novos talentos.

A onda de demissão em massa não o preocupa pois o lendário atleta está ciente de que a organização tem caçado os competidores que não entram no octógono com o objetivo de proporcionar espetáculo, que é a sua especialidade. Apesar do insignificante cartel de três vitórias em oito lutas no UFC, o Mister Pride – título que conquistou no Japão – faturou, por mais de uma vez, bônus de melhor apresentação da noite quando levantou a plateia dos ginásios onde se apresentou.

Os rumores sobre aposentadoria ganharam força quando o paranaense foi nocauteado por Chris Leben em vinte e sete segundos, após uma sequência brutal de uppers. Naquele momento, ele confessou ter pensado em abandonar o MMA mas decidiu tentar mais uma vez e ganhou novo fôlego com a vitória por nocaute sobre Cung Le em novembro de 2011. Wand, como é chamado, foi escalado como treinador do TUF Brasil – Em busca de campeões – e acabou não enfrentando o rival Vitor Belfort, que se contundiu e foi substituído por Rich Franklin, seu algoz no UFC-BH.

Não importa se o fim de carreira está próximo ou se Dana White pensa em demiti-lo, ou ainda, se a resistência aos golpes já não é a mesma. O fato é que Wanderlei possui um carisma que o distingue dos demais lutadores. Talvez por tratar os seus fãs como amigos ou por ser sincero e leal aos companheiros de equipe e treinadores com quem trabalhou durante dezesseis anos. A única certeza é que ele entra para dar show e para buscar a vitória a todo custo. Seu coração é o que o difere dos reles mortais.

Wanderlei Silva enfrentará Brian Stann no UFC on Fuel TV 8, que será realizado no Saitama Super Arena. O combate é válido pela categoria meio-pesado e terá como co-luta principal o embate entre os pesos pesados Stefan Struve e Mark Hunt. Os brasilerios Rany Yahia, Cristiano Marcello e Marcelo Guimarães também atuarão no card de lutas.

Perguntas aos leitores do blog: 1) É hora de Wanderlei se aposentar? 2) Pelo seu retrospecto, ele merece ser demitido se for derrotado?

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2013/02/28/wanderlei-silva-e-lenda-e-nao-apenas-um-mero-mortal/


UFC On Fuel TV 8: Wanderlei Silva vs Brian Stann no próximo sábado

ded092c88033a279170f314e417497ce

Estamos a menos de uma semana do UFC Silva vs Stann, o duelo acontece no Japão na Saitama Super Arena. O evento será encabeçado por dois lutadores veteranos e de longas datas, Wanderlei Silva e Brian Stann, farão um duelo nos meio-pesados.

Wanderlei Silva (34-12-1, 1 NC) não luta no Japão desde 2006, quando era o campeão dos médios. “The Axe Murderer” é dos lutadores mais famosos do MMA, e conseguiu todo seu status na “Terra do Sol Nascente”, e agora ele terá a chance de voltar para o país que o projetou e ajudou a construir sua fama e carreira.
Brian Stann (12-5) tem lutado para encontrar coerência nos pesos médios, perdendo duas de suas últimas três lutas o ex-World Extreme Cagefighting campeão (WEC) é um especialista em nocaute. Stann foi derrotado por Sonnen e Bisping em duas lutas de muita amarração, finalmente ele encontrou um adversario adepto do jogo em pé.

Também dentro do card, um dos destaques é o confronto peso-pesado de Stefan Struve vs Mark Hunt, nos peso médio  Hector Lombard vs Yushin Okami e nos leves Diego Sanchez vs Takanori Gomi.

Após o recente UFC 157 evento na noite passada (23 de fevereiro de 2013), em Anaheim, Joe Rogan e Mike Goldberg comentaram sobre o evento da Terra do Sol Nascente.

Veja os comentários (Inglês)

Fonte: http://newsmma.wordpress.com/

[iframe_loader src="http://www.ufc.com/event/FUEL8/printFightCard" height="620" ]


UFC Japão: Organização confirma e Wanderlei Silva retorna aos tempos do Pride e enfrente Brian Stann

O ícone brasileiro Wanderlei Silva foi confirmado no duelo contra o americano Brian Stann no UFC que pisará no Japão no dia 02 de março no Saitama Super Arena em Saitama, palco de dezenas de edições do Pride.

Wand era conhecido como "Mr. Pride" e foi o maior nome do evento durante anos, possuindo - até hoje - milhares de fãs em terrotório nipônico.

O "Mr. Pride" leva 34 vitórias, 12 derrotas, um empate e um N/C, vindo de revés por decisão unânime para Rich Franklin no UFC 147 no dia 23 de junho. Já Stann ostenta 12 triunfos e 5 fracassos, sendo que em seu último compromisso acabou sendo superado pelo inglês Michael Bisping por decisão unânime no UFC 152 no dia 22 de setembro.

A luta está programado para cinco rounds e valerá pela divisão dos meio-pesados, marcando a volta do brasileiro à sua antiga categoria.

A última vez que o UFC esteve em território nipônico, Ben Henderson conquistou o título dos leves (até 70kg) ao superar Frankie Edgar no UFC 144 no dia 25 de fevereiro de 2012.

Confira o card provisório do evento, sujeito a alterações:

- Wanderlei Silva vs. Brian Stann;

- Takanori Gomi vs. Diego Sanchez.

- Mark Hunt vs. Stefan Struve;

- Siyar Bahadurzada vs. Dong Hyun Kim;

- Riki Fukuda vs. Brad Tavares;

- Cristiano Marcello vs. Kazuki Tokudome;

- Bryan Caraway vs. Takeya Mizugaki;

- Alex Caceres vs. Kyung Ho Kang.