Renan Barão é o campeão oficial peso-galo do UFC após nova lesão de Dominick Cruz

A espera acabou. Renan Barão é o campeão peso-galo do UFC em definitivo. Dana Whie fez um anúncio oficial revelando uma nova lesão de Dominick Cruz, dessa vez na virilha. O presidente do UFC já havia dito anteriormente que o duelo entre o americano e o brasileiro não passaria do início de 2014, e que se Cruz não se recuperasse antes disso, Barão seria declarado campeão.

Renan BArão ao lado do cinturão do UFC
Getty Images - Renan Barão ao lado do cinturão do UFC

Com isso, Urijah Faber entrou no lugar de Dominick Cruz no UFC 169, marcado para 1º de fevereiro, em Newmark (EUA). Barão e o Califórnia Kid se enfrentaram valendo o cinturão interino da categoria, em 2012. Esse duelo continuará sendo a luta principal do card, com José Aldo x Ricardo Lamas como coevento.

Urijah Faber vem de quatro vitórias seguidas no UFC, todas elas em 2013. Ele não perde desde o duelo contra Renan BArao. Enquano o brasileiro, atualmente,  é o lutador que tem a maior invencibilidade no UFC: 32 lutas sem derrota. Seis delas no próprio Ultimate.

Fonte: http://br.esporteinterativo.yahoo.com/noticias/dominick-cruz-se-lesiona-novamente-e-renan-bar%C3%A3o-%C3%A9-o-campe%C3%A3o-oficial-peso-galo-do-ufc-100733134.html


Urijah Faber é quem mais lucra na noite, veja quanto recebeu cada lutador

Muitos tem a curiosidade de saber o valor que um lutador de MMA que luta no UFC ganha. Para o último evento da organização realizado nesse último sábado dia 14 de Dezembro, o Garoto Californiano Urijah Faber foi quem levou o maior valor, seguido pelo campeão Demetrius Johnson. Confira todos os valores declarados:

Demetrious Johnson: US$ 175.000 (incluídos US$ 50.000 pelo bônus da vitória)
Joseph Benavidez: US$ 42.000
Urijah Faber: US$ 200.000 (incluídos US$100.000 pelo bônus da vitória)
Michael McDonald: US$ 17.000
Chad Mendes: US$ 90.000 (incluídos US$ 45.000 pelo bônus da vitória)
Nick Lentz: US$ 29.000
Joe Lauzon: US$ 60.000 (incluídos US$ 30.000 pelo bônus da vitória)
Mac Danzig: US$ 32.000
Ryan LaFlare: US$ 20.000 (incluídos US$ 10.000 pelo bônus da vitória)
Court McGee: US$ 20.000
Edson Barboza: US$ 52,000 (incluídos US$ 26.000 pelo bônus da vitória)
Danny Castillo: US$ 31.000
Bobby Green: US$ 36.000 (incluídos US$ 18.000 pelo bônus da vitória)
Pat Healy: US$ 25.000
Zach Makovsky: US$ 20.000 (incluídos US$ 10.000 pelo bônus da vitória)
Scott Jorgensen: US$ 26.000
Sam Stout: US$ 60.000 (incluídos US$ 30.000 pelo bônus da vitória)
Cody McKenzie: US$ 12.000
Abel Trujillo: US$ 20.000 (incluídos US$ 10.000 pelo bônus da vitória)
Roger Bowling: US$ 12.000
Alptekin Ozkilic: US$ 16.000 (incluídos US$ 8.000 pelo bônus da vitória)
Darren Uyenoyama: US$ 12.000

ufox9_10_faber_vs_mcdonald_017


UFC Shogun x Sonnen: especialistas do Combate analisam desafios

Só o canal Combate transmite ao vivo, neste sábado, o confronto entre o brasileiro Maurício “Shogun” Rua e o americano Chael Sonnen, luta principal do UFC Fight Night Combate – Shogun x Sonnen, em Boston. O sinal ao vivo começa a partir das 17h, com a pré-hora do evento. A narração será de Rhoodes Lima, com comentários de Luciano Andrade e Kyra Gracie. Nesta sexta-feira, a partir das 16h30min, o canal Combate abre seu sinal ao vivo para a pesagem do evento.

Ex-campeão meio-pesado do UFC, Maurício Shogun vai ter pela frente o maior inimigo dos lutadores brasileiros, Chael Sonnen. Durante a semana, o americano não poupou Shogun e outros lutadores tupiniquins em suas tradicionais provocações, o que aqueceu bastante os ânimos para o desafio. Narrador e comentarista do canal Combate no evento, respectivamente, Rhoodes Lima e Luciano Andrade opinam sobre o confronto:

“Maurício Shogun deve tomar cuidado com o wrestling do Sonnen e pôr toda sua experiência na trocação em prática. Fiquei sabendo que ele está com o boxe afiado, mãos pesadas e melhor condicionado fisicamente para este combate. Andou treinando até nas areias das praias de Niterói. Uma vitória convincente sobre Chael Sonnen no próximo sábado é de suma importância na atual fase da carreira do Shogun”, diz.

Luciano também chama a atenção sobre a cautela com as quedas, a melhor arma de Sonnen.

“Sonnen só ganha se amarrar muito. Shogun é o favorito, pois é melhor na trocação e também no chão. Bem melhor na verdade... O Sonnen só é melhor na parte de quedas. Ao contrário da maioria, não acho que o brasileiro vai ganhar por nocaute. Acho que ele vai ser derrubado e vencerá no chão. É claro que tudo vai por água abaixo se o brasileiro não estiver bem de gás. E isso o Sonnen vai estar.”

Além de Shogun, o UFC Fight Night Combate ainda traz mais dois brasileiros ao Octógono. Yuri “Marajó” Alcantara vai ter pela frente o ex-campeão do WEC Urijah Faber. Já o campeão do reality show “The Ultimate Fighter 14”, Diego Brandão, busca a terceira vitória seguida contra o perigoso Daniel Pineda.

“Yuri Marajó tem, neste sábado, a oportunidade de subir alguns degraus na divisão dos galos. É outro brasileiro que tem que tomar cuidado com a luta agarrada de um americano. Todos sabem do potencial ofensivo do Faber, do gás, ataca o tempo todo, se entrega pro combate e é muito experiente. Mas nosso Marajó é um guerreiro, lutador duríssimo e está buscando um lugar ao sol. Tem tudo pra ser um duelo daqueles de tirar o fôlego”, comenta Rhoodes.

“Faber e Marajó vai ser um lutaço. É difícil saber qual estratégia cada um vai usar. É luta dura, mas Faber é levemente favorito. Acho que ele vai tentar manter a luta em pé pra ganhar na trocação, mas, se tiver brecha, vai botar pra baixo para ficar trabalhando as cotoveladas. Vale lembrar que o Marajó está voando na categoria e, se ganhar, despontará como candidato ao cinturão”, diz Luciano.

O UFC Fight Night Combate – Shogun x Sonnen ainda traz o confronto dos pesos pesados Alistair Overeem e Travis Browne num total de 13 lutas.

CARD PRINCIPAL – 21h00min

Maurício Shogun x Chael Sonnen

Alistair Overeem x Travis Browne

Yuri Alcantara x Urijah Faber

Mike Pyle x Matt Brown

Uriah Hall x John Howard

CARD PRELIMINAR – 17h30mi (17h pré-hora)

Joe Lauzon x Michael Johnson

Brad Pickett x Michael McDonald

Max Holloway x Conor McGregor

Mike Brown x Steven Siler

Diego Brandão x Daniel Pineda

Manny Gamburyan x Cole Miller

Cody Donovan x Ovince St. Preux

Ramsey Nijem x James Vick

O canal Combate é a emissora oficial do UFC no Brasil, primeiro canal em todo o mundo com 24h de programação dedicadas às artes marciais, comercializado pelas operadoras de TV por assinatura NET, SKY, Oi TV, Claro TV, GVT e Viacabo.

Site - www.combate.com
Facebook - www.facebook.com/canalcombateoficial
Twitter - @canalCombate


Carlson Gracie Team ajuda no treinamento do americano Urijah Faber

No sábado 29 de junho, o astro do UFC Urijah Faber esteve na cidade de Chicago,IL para um seminário na Academia Chicago Fight Team( academia afiliada a Carlson Gracie Team) organizado pelo amigo Daniel Wanderley. Urijah aproveitou para afiar mais ainda seu chão com os amigos do seu treinador Fábio Prado.

O Mestre Carlson Gracie Jr. prestigiou o evento e aproveitou para graduar Fábio Prado e Daniel Wanderley para o terceiro grau e Jeff Rozovics para segundo Grau na faixa preta no intervalo do seminário. No domingo um treino privado de chão para ajudar na próxima luta do Garoto Californiano em Agosto.

Daniel Cachorrão (Big Dog) ainda se sagrou campeão na categoria avançado sem quimono do Grappling Quest, evento realizado na UFC Fan Expo em Las Vegas no último fnial de semana. Daniel que recentemente foi contratado para ser o treinador de chão da Academia do Duke Roufus(Ex-lutador do K1) a Roufusport MMA Academy que tem várias feras do UFC como Anthony "Showtime" Pettis, Erik Koch, Pascal Krauss, o campeão do Bellator até 77kg Ben Askren e outros profissionais que lutam no RFA, King Of The Cage, World Series e outros mais.

"Fiz 3 lutas e finalizei as 3 graças a Deus", finaliza o faixa preta da Carlson Gracie Chicago.

[nggallery id=61]


Duane Ludwig abre a boca em relação ao uso da maconha para lutadores do UFC

ufc weed

O ex-UFC e veterano no kickboxing, Duane Ludwig é o HeadCoach (principal treinador) da Alpha Male Team, que conta com atletas como Urijah Faber, Chad Mendes, Danny Castillo, Joseph Benavidez, entre outros, durante os últimos quatro meses e os resultados foram extraordinários.

Os cinco lutadores da Alpha Male dentro do UFC obtiveram 9 vitórias e 0 derrotas nesses poucos meses, marcando vitórias cada vez mais impressionantes, sendo elas as mais recentemente, ganhando três lutas no UFC On Fox 7 por nocaute técnico no primeiro e segundo round.

Qual seria o segredo de Ludwig que o ajudou a levar seus lutadores talentosos ao próximo nível? Duane respondeu e pode surpreender.

"É legal(por direito nos EUA em alguns estados). Deixe-me resolver este problema. Quando eu assisto filme, eu assisto filme normal, como eu estou agora. Então eu assisto filme quando faço uso da maconha. Também assistir ao filme novamente quando eu uso Alpha Brain em mim. Vejo filme de três diferentes estados de consciência, apenas para obter diferentes percepções. Só para ver se talvez eu deixei passar alguma uma etapa ou um bom e pequeno detalhe apenas para obter olhares diferentes sobre as coisas. Levo isso muito a sério, tão sério que se os caras não estão fazendo progressos, eu pessoalmente fere meus sentimentos, porque eu quero muito que eles obtenham o sucesso. Eu sinto isso, cara. "Isto poderia ser melhor. Dê um passo aqui, dois passos lá. "Eu me importo muito com esses caras, pode ter certeza.""

Obviamente, a maconha não é permitida para os próprios lutadores, mas não há nenhuma regra que indique que os seus treinadores e técnicos não possam fazer uso e trazer esse conhecimento de volta. A maconha é conhecida por dar uma "percepção diferente", que é por isso que sativa é considerada útil para que tem Transtorno ou Distúrbio de Déficit de Atenção (TDA ou DDA), que é provavelmente por isso que Ludwig tira uma vantagem extra nos estudos dos adversários. A pergunta é, você acha que isso é trapaça, ou até mesmo uma vantagem?

Os resultados falam por si. Talvez por esse ponto de vista, a maconha possa melhorar o desempenho do atleta.


TUF 17 Finale: Urijah e Zingano vencem, Kelvin é o campeão e Napão é nocauteado com polêmica

Chegou o fim a 17º temporada do The Ultimate Fighter. Na noite deste sábado,(13) conhecemos o grande campeão da edição, Kelvin Gastelum despachou o favorito Uriah Hall. Único brasileiro na programação, Gabriel Napão Gonzaga perdeu de forma polêmica para Travis Browne, após ser atingido por diversas cotoveladas na nuca, o que é ilegal pelas regras da organização. No embate principal, Urijah Faber venceu Scott Jorgensen e se aproximou de uma disputa de cinturão. já no duelo feminino, um show de Cat Zingano e Miesha Tate.

Edição foi um sucesso em Las Vegas com grandes lutas. (Foto: Reprodução UFC)

O combate principal Urijah Faber e Scott Jorgensen fizeram uma batalha de amigos na divisão dos galos, mas tiveram que deixaram que deixar a atiga amizade de lado e seguir rumo ao cinturão da divisão. Mas apenas um pode dar um passo a mais na noite. Urijah Faber levou a melhor sobre Scott Jorgensen após três rounds lá e cá, mas aos 3m16s do quarto round, Faber encaixou um belíssimo mata-leão e deu números finais ao duelo. Faber soma duas vitórias seguidas desde que perdeu a disputa pelo título interino para Renan Barão, em julho do ano passado, e agora quer nova chance de disputa.

Finalíssima deu zebra

A atenção da noite estavam totalmente sobre Uriah Hall, que era visto como “exterminador” ou “homem ambulância” por seus adversários na casa do programa. Porém, quis o destino que um de seus companheiros de Team Sonnen o ofuscasse. Na grande final do TUF 17, Kevin Gastelum, apostou no nas quedas e viu Hall, ofensivo, diferentemente do que mostrou no programa. Assim, Gastelum levou a melhor no primeiro round e no terceiro, levando a melhor na decisão dividida dos juízes laterais, faturando o TUF 17 e o contrato com o UFC, e de quebra levou pra casa uma moto Harley Davidson.

Show das mulheres

Zingano acertou joelhadas avassaladoras em Tate. (foto: reprodução)

No segundo combate da história do UFC, a favorita Miesha Tate bem que mostrou superioridade no incio da luta, mas não resistiu ao forte jogo da rival Cat Zingano. Mesmo Tate controlando as ações, ela levava ligeira desvantagem nas trocas de golpes. Zingano tinha um jogo forte e mostrava raça ao buscar distância para fazer valer seu background no kickboxing. O combate foi pro terceiro e decisivo round e Tate perdeu o fio da meada, passando a ser presa para os golpes da rival, que não deixou passar a melhor oportunidade e nocauteou com sequência avassaladora de joelhadas e cotoveladas, que deixaram o rosto de Tate bastante avariado. Um belo nocaute na metade do round final. A vitória não só rendeu sua oitava consecutiva, Zingano ainda se credenciou para ser treinadora ao lado de Ronda Rousey, da 18º temporada do The Ultimate Fighter, e ainda a disputa de cinturão da divisão feminina dos galos, na finalíssima, programada para acontecer em Setembro.

Polêmica

Havaiano comemora vitória polêmica no TUF 17 Finale. (Foto: reprodução UFC)

Único representante tupiniquim na noite não se deu bem. Gabriel “Napão” Gonzaga foi logo pra cima de Travis Browne, encurtando a distância e tentou um single-leg, mas em um clinch, o havaiano aproveitou a cabeça baixa do adversário e aplicou sequência de cotoveladas debaixo para cima, que visivelmente acertaram a nuca do atleta carioca. O juiz, porém, não interviu e a vitória, muito passível de polêmica, ficou garantida para Browne, por nocaute aos 1m11s do 1º round.

Prêmios da noite

A noite realmente foi delas. Após uma luta eletrizante do começo até o nocautaço, Miesha Tate e Cat Zingano foi premiada como a melhor luta da noite. O nocaute polêmico de Travis Browne sobre Napão Gonzaga rendeu ao havaiano o nocaute da noite, já a finalização, ficou com Daniel Pineda sobre Justin Lawrence, com uma bela kimura no 1º round. Cada um levou para casa 50 mil dólares.

              TUF 17 Finale
13 de abril de 2013, em Las Vegas (EUA)

               CARD PRINCIPAL

  • Urijah Faber venceu Scott Jorgensen por finalização aos 3m16s do 4º round
  • Kelvin Gastelum venceu Uriah Hall por decisão dividia
  • Cat Zingano venceu Miesha Tate por nocaute técnico no 3º round
  • Travis Browne venceu Gabriel Gonzaga por nocaute aos 1m11s do 1º round
  • Bubba McDaniel venceu Gilbert Smith por finalização aos 2m49s do 3º round

             CARD PRELIMINAR

  • Josh Samman venceu Kevin Casey por nocaute técnico aos 2m17s do 2º round
  • Luke Barnatt venceu Collin Hart por decisão unânime
  • Dylan Andrews venceu Jimmy Quinlan nocaute técnico aos 3m22s do 1º round
  • Clint Hester venceu Bristol Marunde por TKO aos 3m53s do 3º round.
  • Cole Miller venceu Bart Palaszewski por finalização aos 4m43s do 1º round
  • Maximo Blanco venceu Sam Sicilia  por decisão unânime
  • Daniel Pineda venceu Justin Lawrence por finalização (kimura) aos  1m35s do 1º round.

Fonte: http://newsmma.wordpress.com/


UFC 149 Videos: Assista Renan Barão vs Urijah Faber e demais lutas do evento

Se você não pode acompanhar ontem às lutas do UFC 149 que aconteceu no Canadá, aproveite enquanto estão disponíveis pois em breve serão removidos dos servidores.

Para saber quais lutadores levaram o bônus por melhor luta da noite, finalização, melhor nocaute e  mais sobre o evento, clique aqui.

 

UFC 149
Calgary, Alberta, Canadá
21 de Julho de 2012 

Card principal:

- Renan Barão vs Urijah Faber [Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4]
- Hector Lombard vs Tim Boetsch [Parte 1, Parte 2]
- Cheick Kongo vs Shawn Jordan [Parte 1Parte 2]
- Brian Ebersole vs James Head [Parte 1Parte 2]
- Matt Riddle vs Chris Clements [Parte 1, Parte 2]

Foto: Getty Images


UFC 149: Renan Barão conquista cinturão interino e Hector Lombard decepciona e perde para Tim Boetsch

Mais uma vez o Brasil tem o maior número de campeõs no UFC. Há pouco, o potiguar Renan Barão não deu chances para Urijah Faber em combate válido pelo cinturão peso galo interino já que o campeão de fato, Dominick Cruz, está lesionado. Na base dos chutes nas pernas e sem deixar a luta cair no solo ele derrotou o americano por 49a46, 50a45 e 49a46 na avaliação dos juízes. Além de Barão, a lista de brasileiros campeões hoje do UFC inclui José Aldo, Anderson Silva e Júnior Cigano. Outros três donos de cinturão são dos Estados Unidos.

O confronto travado minutos atrás foi bastante técnico, mas sem muita emoção. Barão foi superior a todo momento, mas não chegou perto de finalizar ou nocautear o rival. Só restava a Urijah derrubar Barão para controlar a luta no solo, mas ele não conseguiu isso em momento algum. Luta fácil de prever. Terminou em vaias, e quando um canadense vaia um combate é porque tem algo de muito errado ai.

Na segunda luta mais aguardada, o cubano Hector Lombard decepcionou e acabou derrotado por pontos na decisão dividida dos juízes. Contratado para desafiar o campeão dos médios Anderson Silva, ele sai do UFC 149 com a primeira derrota em cinco anos e depois de 25 lutas invicto. Não furará mais a fila da divisão, como queria o patrão Dana White. Mas o vencedor Tim Boetsch também deixou a desejar e não merece uma disputa de título nem tão cedo. Anderson continua sem oponentes à altura e precisa migrar para os meio-pesados se quiser desafios para valer antes de se aposentar.

A melhor luta da noite foi a vitória de Bryan Caraway contra Mitch Gagnon por finalização no round final. A finalização mais plástica da noite ficou com Matt Riddle que quase pôs Chris Clements para dormir. O nocaute da noite foi para Ryan Jimmo com a vitória relâmpago em apenas sete segundos contra Anthony Perosh. Eles foram premiados com mais 65 mil dólares.

As lutas do card preliminar foram bem mais empolgantes do que as principais.

UFC 149 - Calgary, Alberta, Canadá

Card principal:

- Renan Barão derrotou Urijah Faber na decisão unânime dos juízes;
- Tim Boetsch derrotou Hector Lombard na decisão dividida dos juízes;
- Cheick Kongo derrotou Shawn Jordan na decisão unânime dos juízes;
- James Head derrotou Brian Ebersole na decisão dividida dos juízes;
- Matt Riddle finalizou Chris Clements com um katagatame a 2min02s do 3R;

Card preliminar:
- Nick Ring derrotou Court McGee na decisão unânime dos juízes;
- Francisco Rivera nocauteou Roland Delorme a 4min19s do 1R;
- Ryan Jimmo nocauteou Anthony Perosh a 7s do 1R;
- Bryan Caraway finalizou Mitch Gagnon com um mata-leão a 1min36s do 3R;
- Antonio Carvalho nocauteou Daniel Pineda a 1min11s do 1R;
- Anton Kuivanen derrotou Mitch Clarke na decisão dividida dos juízes.

PREMIAÇÕES:

  • Melhor luta da noite: Bryan Caraway e Mitch Gagnon;
  • Finalização da noite: Matt Riddle em cima de Clements, com um katagatame;
  • Nocaute da noite: Ryan Jimmo em cima de Perosh aos 7 segundos do 1 round.

Cada qual levou, aproximadamente, 65 mil.

Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/mma/
Fotos: Getty Images


Combate: Renan Barão se diz preparado para trazer o cinturão do UFC

O Combate transmite ao vivo e com exclusividade, a partir das 19h45min deste sábado, o UFC 149, com a disputa entre o brasileiro Renan Barão (30-1-0, 1NC) e o americano Urijah Faber (26-5-0), desafio que vale o título interino do peso galo. Se sair vitorioso do Octógono, Barão trará para o Brasil o quarto título do UFC, já que Junior Cigano (pesado), Anderson Silva (médio) e José Aldo (pena) também são campeões. Para esquentar o público, o canal de lutas da Globosat também transmite, a partir das 19h desta sexta-feira, a pesagem oficial do evento.

“Faber tem pontos fortes, mas todos que estão no UFC também têm. Minha equipe estudou muito bem o jogo dele, mas admito que o meu foco foi aprimorar as minhas habilidades, evoluir no que deveria melhorar. Isso me faz sentir mais completo para o combate”, avisa Barão, atleta do Rio Grande do Norte, que não sabe o que é perder desde 2005, somando 30 lutas invicto, além de um no contest (sem resultado).

 

"Quero que a galera saiba que estou aqui para representar o nosso país e todos os amantes do esporte no Brasil. Me esforcei ao máximo nos treinos e vou dar o meu melhor na luta. Se Deus quiser, vou voltar para casa com esse cinturão na bagagem!", completa Renan.

 

Além da luta entre o brasileiro e Faber, que é ex-campeão do WEC, outros desafios do card prometem. Na segunda luta principal, o cubano Hector Lombard (31-2-1, 1NC) encara o americano Tim Boetsch (15-4-0). Apesar de ser estreante em UFCs, Lombard, que não perde há 25 lutas, é apontado como possível desafiante de Anderson Silva pelo título de médios, caso saia vitorioso neste sábado. O triunfo vale muito para o atleta, que já nocauteou 17 vezes e finalizou outras sete na carreira.

 

O evento, que acontece no Canadá, terá 11 lutas, todas transmitidas pelo Combate. A equipe do canal será formada por Rhoodes Lima na narração e Luciano Andrade nos comentários. A partir das 21h, os desafios também estarão ao vivo no Combate HD.

 

Confira o card de lutas:

 

UFC 149
21 de julho de 2012, em Calgary (CAN)
CARD PRINCIPAL
Urijah Faber x Renan Barão
Hector Lombard x Tim Boetsch
Cheick Kongo x Shawn Jordan
James Head x Brian Ebersole
Chris Clements x Matt Riddle
CARD PRELIMINAR
Court McGee x Nick Ring
Roland Delorme x Francisco Rivera
Ryan Jimmo x Anthony Perosh
Bryan Caraway x Mitch Gagnon
Daniel Pineda x Antonio Carvalho
Mitch Clarke x Anton Kuivanen

www.combate.com

www.facebook.com/canalcombateoficial

www.twiter.com/canalcombate

Sobre o canal Combate 

O Combate é referência na televisão brasileira quando o assunto é arte marcial, o primeiro canal em todo o mundo com uma programação de 24h voltada à luta. Criado em 2002, produzido pela Globosat e comercializado pelo sistema a la carte, conta com uma equipe especializada de comentaristas, narradores e apresentadores.

O canal exibe ao vivo e em alta resolução todos os eventos do UFC (Ultimate Fighting Championship) – a maior competição de artes marciais mistas (MMA) do mundo –, ao todo 32 edições em 2012. Transmite também os maiores eventos nacionais de MMA ao vivo como Jungle Fight, Shooto, Bitetti Combat, Max Fight e muitos outros.

 

Há ainda intensa programação com atrações produzidos pelo UFC, exibidos com exclusividade no Brasil, como UFC Unleashed, Countdown, The Ultimate Fighter (o reality show TUF), UFC Ultimate Insider e The Best of Pride. Produções próprias sobre o mundo das lutas também têm seu espaço, com o Passando a Guarda, Revista Combate e o Ponto Final. Ao todo 12 programas são exibidos pelo canal.

 

O Combate também está na web, no Twitter e Facebook, com informações atualizadas sobre tudo o que acontece no mundo das lutas, programação e promoções exclusivas para os seus seguidores. Hoje conta com quase 1 milhão de seguidores em suas redes sociais e a sua editoria, no site do SporTV, bate recordes de acessos.

O Combate é comercializado através das operadoras de TV por assinatura NET, SKY, Oi, Claro e GVT.

Image: Getty Images