Canal Combate transmite todas as lutas do UFC 163

Sinal ao vivo abre às 18h30min, com entrevistas exclusivas e todos os lances do evento

 

Só o canal Combate transmite, ao vivo, todas as lutas do UFC 163 – Aldo x Korean Zombie, neste sábado, no Rio de Janeiro, evento que traz a disputa do cinturão peso pena do UFC entre José Aldo e o “Korean Zombie” Chan Sung Jung. Com narração de Rhoodes Lima, comentários de Kyra Gracie, Luciano Andrade e reportagens de Guido Nunes, o Combate prepara uma cobertura especial, in loco. Ao todo vão ser 13 lutas, 11 delas exclusivas, e 16 atletas brasileiros dentro do Octógono, e o canal de lutas não perde nenhum lance, trazendo entrevistas com todos os astros da noite.

 

O sinal ao vivo abre às 18h30min, com muitas reportagens exclusivas e todo o clima na HSBC Arena na pré hora do evento. A primeira luta está programada para as 19h30min. O Combate transmite ao vivo e com exclusividade todas as oito lutas do card preliminar.

 

A partir das 23h, começam as lutas principais, tendo como grande atração a disputa do cinturão peso pena do UFC entre José Aldo e o “Korean Zombie” Chan Sung Jung. Os brasileiros Lyoto Machida, Demian Maia e Cezar Mutante também protagonizam confrontos aguardados.

   

Confira todas as lutas transmitidas:

 

CARD PRINCIPAL - 23h 

José Aldo x Chan Sung Jung

Lyoto Machida x Phil Davis

Demian Maia x Josh Koscheck (exclusivo)

Cezar Mutante x Thiago Marreta (exclusivo)

John Lineker x José Maria “Sem Chance” (exclusivo)

 

CARD PRELIMINAR - 19h30

Vinny Magalhães x Anthony Perosh (exclusivo)

Amanda Nunes x Sheila Gaff (exclusivo)

Sergio Moraes x Neil Magny (exclusivo)

Thales Leites x Tom Watson (exclusivo)

Rany Yahia x Josh Cloton (exclusivo)

Ian Maccall x Iliarde Santos (exclusivo)

Viscardi Andrade x Bristol Marunde (exclusivo)

Ednaldo Lula x Francimar Bodão (exclusivo)

 

O canal Combate é a emissora oficial do UFC no Brasil, primeiro canal em todo o mundo com 24h de programação dedicadas às artes marciais, comercializado pelas operadoras de TV por assinatura NET, SKY, Oi TV, Claro TV, GVT e Viacabo.

 

Site - www.combate.com

Facebook - www.facebook.com/canalcombateoficial

Twitter - @canalCombate


UFC Rio 4: José Aldo vs Anthony Pettis como luta principal do evento

Após a edição de São Paulo em janeiro, o UFC também tem etapas programadas para o Brasil em Jaraguá do Sul (SC) dia 18 de maio e Fortaleza (CE) dia 08 de junho.

Neste sentido, mais duas edições ainda deverão ser confirmadas para o Brasil em 2013. O Rio de Janeiro deverá ser anunciado como sede do UFC 163 no dia 03 de agosto e Porto Alegre ou Brasília em setembro ou outubro, já falado por aqui desde o ano passado.

Na luta principal da quarta edição carioca do Ultimate, o campeão dos penas José Aldo colocará o seu título em disputa contra o americano Anthony Pettis.

Pettis leva 16 vitórias e 2 derrotas, vindo de recente nocaute sobre o também estadunidense Donald Cerrone no UFC on Fox 6 no dia 26 de janeiro de 2013. Pettis é da categoria de cima (até 70kg), mas o duelo será pela atual categoria do brasileiro.

No outro canto, Aldo defendeu o seu reinado pela quarta vez no UFC 156 no dia 02 de fevereiro, onde superou Frankie Edgar por decisão.  Leva 22 triunfos e apenas uma derrota. Tentará a 16ª vitória consecutiva na quinta defesa de cinturão no UFC.

A luta deverá ser muito dura, mas Aldo é o favorito.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/nomundodaslutas/2013/05/02/ufc-163-tera-jose-aldo-defendendo-o-cinturao-dos-penas/?topo=13,1,1,,10,13


UFC Rio 4: Demian Maia vs Nick Diaz seria o desejo do brasileiro para o evento

Nick Diaz alega estar aposentado das artes marciais mistas a menos que ele obtenha a revanche contra o campeão meio médio Georges Saint Pierre, uma disputa contra Anderson Silva ou uma luta contra um competidor bem ranqueado na categoria. De acordo com Ariel Helwani, repórter do programa UFC Tonight do canal Fuel TV, o brasileiro Demian Maia acredita que uma luta contra o americano em agosto, no Brasil, seria perfeita para as suas aspirações na divisão até 77kg.

Demian é top-5 do peso e vive o melhor momento de sua carreira desde a disputa do cinturão dos médios contra Anderson Silva. Aos 35 anos, o faixa preta de jiu-jitsu e multi-campeão mundial da arte suave venceu de maneira dominante três adversários desde a estreia como meio médio. O paulista definitivamente entrará na fila pelo cinturão se vencer mais uma luta importante, e Diaz, ex-campeão do Strikeforce, é um dos maiores atletas da atualidade apesar de ter sido superado por GSP recentemente.

Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/mma/


Canal Combate alcança bons números com o UFC Rio 3

Texto - Carlos Eduardo Ozório

O canal Combate conseguiu bons números nas suas plataformas na internet com a transmissão do UFC Rio 3, que aconteceu na noite do dia 13 de outubro e terminou na madrugada do dia 14. O canal, a emissora oficial do UFC no Brasil, foi o único a transmitir ao vivo todas as 12 lutas do evento, realizado na Barra da Tijuca.

 

Levando em conta as redes sociais, a página do canal no Facebook teve a adesão de mais 25 mil fãs durante a semana do evento, totalizando 852 mil seguidores. Durante a transmissão do UFC Rio 3, as postagens do Combate receberam mais de 84 mil curtidas e 45 mil compartilhamentos foram contabilizados. Já no Twitter foram 2,5 mil novos seguidores, somando o total de 192 mil. De acordo com o site http://brazil.twirus.com/, o Combate foi o segundo perfil mais popular do Twitter Brasil na noite da luta. Anderson Silva foi o primeiro e Rodrigo Minotauro o terceiro. Além disso, a hashtag #UFCnoCombate ficou na sexta colocação, à frente do #OiOiOi174, hashtag da novela “Avenida Brasil”.

 

Já a editoria do canal de lutas no SporTV.com foi a mais lida em relação a todas as editorias. No sábado contou com 658 mil pageviews, enquanto no domingo teve 870,5 mil pageviews, com mais de um milhão de visitas únicas. 

 

www.combate.com

www.facebook.com/canalcombateoficial

www.twiter.com/canalcombate

 


UFC Rio 3: Rodrigo Minotauro fatura 470 mil dólares. Veja todos os valores dos atletas

A lenda Rodrigo Minotauro foi o atleta mais bem pago no UFC 153 que aconteceu na Arena da Barra, Rio de Janeiro no último final de semana. Minotauro que mediu forças contra Dave Herman, arrecadou um total de US$ 470 mil, que dá quase R$ 1 milhão, somando a bolsa para lutar (US$ 250 mil), o bônus por vencer (US$ 150 mil) e o prêmio da finalização da noite (US$ 70 mil).

O evento que contou com Anderson Silva enfrentando Stephan Bonnar na luta principal, teve uma das maiores arrecadações das edições realizadas no Brasil. Spider Inclusive recebeu menos que Minotauro, um total de US$ 200 mil de bolsa.

Veja todos os salários do UFC Rio 3:

Rodrigo Minotauro: US$ 470 mil (250 mil de bolsa, US$ 150 mil pela vitória, US$ 70 mil de finalização da noite)
Anderson Silva: US$ 200 mil de bolsa
Jon Fitch: US$ 190 mil (US$ 60 mil de bolsa, US$ 60 mil pela vitória, US$ 70 mil de luta da noite)
Demian Maia: US$ 96 mil (US$ 48 mil de bolsa, US$ 48 mil pela vitória)
Rony Jason: US$ 86 mil (US$ 8 mil pela bolsa, US$ 8 mil pela vitória, US$ 70 mil pelo nocaute da noite)
Erick Silva: US$ 78 mil (US$ 8 mil pela bolsa, US$ 70 mil de luta da noite)
Gleison Tibau: US$ 62 mil (US$ 31 mil de bolsa, US$ 31 mil pela vitória)
Phil Davis: US$ 60 mil (US$ 30 mil de bolsa, US$ 30 mil pela vitória)
Glover Teixeira: US$ 30 mil (US$ 15 mil de bolsa, US$ 15 mil pela vitória)
Diego Brandão: US$ 30 mil (US$ 15 mil de bolsa, US$ 15 mil pela vitória)
Dave Herman: US$ 21 mil de bolsa
Rick Story: US$ 19 mil de bolsa
Luiz Banha: US$ 19 mil de bolsa
Serginho Moraes: US$ 16 mil (US$ 8 mil de bolsa, US$ 8 mil pela vitória)
Chris Camozzi: US$ 16 mil (US$ 8 mil de bolsa, US$ 8 mil pela vitória)
Cristiano Marcello: US$ 16 mil (US$ 8 mil de bolsa, US$ 8 mil pela vitória)
Wagner Caldeirão: US$ 16 mil de bolsa
Fábio Maldonado: US$ 11 mil de bolsa
Sam Sicilia: US$ 8 mil de bolsa
Francisco Massaranduba: US$ 8 mil de bolsa
Reza Madadi: US$ 8 mil de bolsa
Joey Gambino: US$ 8 mil de bolsa
Renee Fortes: US$ 6 mil de bolsa

Fonte: http://newsmma.WordPress.com


Coletiva do UFC Rio 3: Anderson Silva fala em GSP e Dana White em Jon Jones

Sobre a coletiva de imprensa do UFC Rio 3. De interessante teve perguntas sobre um possível duelo entre Anderson Silva e Georges ST Pierre ou Jon Jones. O patrão Dana White também se mostrou receptível à idéia de Anderson lutar nas olimpíadas. Já o peso-pesado Rodrigo Minotauro reclamou que o oponente Dave Herman era folgado e por isso mereceu uma boa surra. Confira abaixo o que foi dito no vídeo acima e note que Dana confirma a luta entre o campeão peso-pesado Junior Cigano vs o ex-campeão Cain Velasquez.:

Dana White:

- Gosto da luta contra o GSP, gosto da luta contra o Jon Jones. Ele fala não, não, não, mas com a quantidade de dinheiro que seria oferecida, ele diria sim, sim, sim (risos).

- Não acho que ele disse que é muito amigo do Jon Jones. Acho que ele diz que preferiria outros amigos de 93 kg que poderiam enfrentar o Jon Jones. Ele não gosta de parecer arrogante ou metido, mas já quebrou todos os recordes da história do UFC. Ele possivelmente consegue entrar na Olimpíada de qualquer jeito. Eu posso liberá-lo. Ele luta contra o Jon Jones e a gente entra num acordo (risos).

- Velasquez x Dos Santos está acertada. Não anunciamos ainda? Está assinada. Sim, é oficial. Overrem pega o vencedor dessa luta.

Anderson:

- Tem muitos atletas que estão se credenciando a disputar o título. Juntamente com a minha equipe, a gente escolhe as melhores lutas. Eu não sou mais um garoto. A gente vê muitos atletas que estão disputando. O Chris Weidman é um deles. Estou aqui para lutar, mas tenho meus cuidados junto com a minha equipe.

- Acho que todos os atletas que estão nessa categoria vão ganhar a oportunidade de lutar pelo título. Não tenho essa pretensão de lutar com ele, acho que tem muito a fazer. Não sou uma criança. Pode acontecer, mas tenho duas lutas no contrato. Acho que uma vai ser contra o GSP e a outra não sei. Mas acho que não vai ser com ele. Acho que o Saint-Pierre seria um grande desafio para mim.

- Desde que eu comecei a treinar arte marcial, eu nunca pensei em dinheiro. Acho que tudo que conquistei foi por amor. Quando comecei, eu não tinha dinheiro. Todos precisam de dinheiro, mas eu não luto por isso. Nas vezes que encontrei Jon Jones, ele também disse que não gostaria de me enfrentar. Eu já sou tiozão, estou me aposentando. Tenho mais cinco anos só, deixa ele para os garotos novos que estão vindo aí.

-  Eu gostaria de parar no auge, que é o sonho de todo atleta. Como tenho a intenção de lutar mais cinco anos isso fica vago. Eu tenho meus planos, quero lutar nas Olimpíadas no taekwondo. É complicado, tenho que me manter sempre treinando. Tem atletas que têm condições de estarem aqui, mas não tiveram ainda sua oportunidade. É difícil dizer que eu conseguerei manter o mesmo nível que hoje em cinco anos.

Minotauro:

- Ele (Herman) foi um pouco desrespeitoso nos dias antes da luta. Acho que, na hora que a gente está aqui, no cara a cara, ele não foi tão desrespeitoso, sentiu a pressão de lutar no Brasil. Entrei nessa luta pra vencer da maneira que pudesse. Tive a oportunidade de, na montada, tentar terminar a luta no ground and pound, e até mesmo com o cotovelo. Mas teve um gosto especial terminar com o Jiu-Jitsu, que é uma arte brasileira. Vários lutadores falam isso, que o Jiu-Jitsu é uma mentira. Vários treinadores foram para os Estados Unidos e ensinam para os americanos. Foi muito bom finalizar, que eu já estava há um tempo sem finalizar. Fico feliz de finalizar aqui no Rio de Janeiro.

- A minha contusão foi muito séria. Coloquei 16 pinos no braço, demorei até para voltar às atividades normais. Demorei um mês e meio para conseguir pegar um prato de comida. Mas, graças a Deus, tenho uma ótima fisioterapeuta, uma ótima equipe, que ajuda bastante a um atleta. Foi uma ótima superação estar lutando aqui novamente.

Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/mma/


UFC Rio 3: Anderson Silva dá show, nocauteia e Minotauro finaliza

Aconteceu na madrugada deste domingo o UFC Rio 3 (UFC 153) diretamente da HSBC Arena no Rio de Janeiro.

A Arena estava completamente lotada, com cerca de 20 mil espectadores, coroando mais uma edição de extremo sucesso no País.

A edição foi marcada por espetaculares combates, com o público participando ativamente de cada momento.

Anderson Silva vs. Stephan Bonnar

Na luta principal do evento, Anderson Silva mediu forças com o americano e vice-campeão da primeira edição do TUF Stephan Bonnar. O duelo foi disputado pela divisão dos meio-pesados e não valia o cinturão do brasileiro.

O primeiro a entrar é Bonnar. Poucos minutos a seguir as luzes se apagam e Anderson Silva ingressa. Bruce Buffer anuncia a luta e a torcida vai ao delírio.

No 1º round, Bonnar vai para cima com tudo e pressiona Anderson nas grades. A trocação é franca. Anderson baixa a guarda e provoca Bonnar. Anderson acerta uma certeira joelhada e Bonnar, Cai. No solo, o brasileiro golpeia até o árbitro interrmper e decretar a vitória de Anderson Silva por nocaute.

Com o triunfo, Anderson Silva emplaca a 17ª vitória consecutiva na carreira e já dá dor de cabeça aos organzadores do evento para definir o próximo oponente do "Spider".

Minotauro vs. Dave Herman

Em um duelo de pesados, Dave Herman é o primeiro a ingressar. Logo após, entra Minotauro com sonoros aplausos do público.

No 1º round, A luta começa franca. Minotauro tenta uma queda, mas acaba caindo por baixo.  A luta volta em pé. Minotauro encurta e leva o americano para as grades.

No 2º round, Minotauro vem disposto a definir o combate. Minota encurta e consegue um boa queda. No chão, passa a guarda, monta e finaliza com um arm-lock. Grande vitória do brasileiro.

Aliás, o arm-lock que Minotauro utilizou já foi muito aplicado em seus grandes momentos do Pride, como por exemplo no seu embate contra o gigante Bob Sapp.

Glover Teixeira vs. Fabio Maldonado

Em um duelo de meio-pesados que prometia ser o mais equilibrado da noite.

No 1º round, Glover Teixeira acerta um cruzado de esquerda e Maldonado desaba. No solo, Glover acerta vários golpes e quase encaixa um katagatame. A luta volta em pé e Maldonado acerto um cruzado e Glover sente.

No 2º round, Glover não quer arriscar na trocação e logo coloca para baixo, onde acerta dezenas de socos. No final do assalto, o árbitro Mario Yamashaki resolve interromper o duelo e decretar o nocaute para Glover Teixeira.

Ainda, o brasileiro Erick Silva mediu forças com o experiente americano John Fitch, em um combate de meio-médios (até 77kg), onde reina o canadense Georges St. Pierre. Em um excelente e disputado duelo, Jon Fitch aplicou o seu eficiente wresting e dominou as ações sobre Erick Silva. No final, Jon Fitch vence por decisão unânime.

Destaca-se ainda o brasileiro Demian Maia que fez o jogo certo, levando a luta para baixo no início, onde finalizou o americano Rick Story com um mata-leão no 1º round. Demian caminha rumo ao cinturão dos  meio-médios (até 77kg).

Confira os resultados completos:

-  Anderson Silva nocauteou Stephan Bonnar no 2º round;

Rodrigo Minotauro finalizou Dave Herman com um arm-lock no 2º round;

Glover Teixeira venceu Fabio Maldonado por nocaute no 2º round;

-  Jon Fitch venceu Erick Silva por decisão unânime;

- Phil Davis finalizou Wagner Caldeirão com um triângulo de mão no 2º round;

Demian Maia finalizou Rick Story com um mata-leão no 1º round;

Lutas Preliminares

- Rony Jason nocauteou Sam Sicilia no 2º round;

- Gleison Tibau venceu Francisco Massaranduba por decisão unânime;

Diego Brandão venceu Joey Gambino por decisão unânime.
- Serginho Moraes finalizou Renne Forte com um mata-leão no 2 round.

- Chris Camozzi venceu Luiz Banha por decisão unânime.
Cristiano Marcello venceu Reza Madadi por decisão dividida.


Maldonado diz que a luta contra Glover no UFC RIO III vai ter muito sangue


O Bad Boy Fabio Maldonado soltou o verbo durante a coletiva de imprensa do UFC RIO III nesta quinta-feira (11). O lutador, que vai enfrentar Glover Teixeira no próximo sábado, mais uma vez foi questionado sobre o favoritismo de seu oponente e sobre as provocações das quais tem sido vítima. “Ele merece toda essa atenção que está recebendo, é um cara duro. E só não vai lutar conta o John Jones porque vou pará-lo antes. Essa luta vai ter muito sangue. Ele é um dos top 10 do UFC pra mim e nunca me senti desrespeitado por ele. Outras pessoas podem ter me desrespeitado, mas o Glover nunca”, declarou. Questionado sobre as habilidades de seu oponente, Glover também foi ressaltou as qualidades do rival: “Fábio é um cara duro”. Maldonado aceitou enfrentar Glover Glover Teixeira no lugar de Quinton "Rampage" Jackson, que se lesionou.
http://www.youtube.com/watch?v=x2nD6gyfS8E
O UFC RIO III acontece no próximo sábado (13).   Confira o card completo do evento. Card Principal: Anderson Silva vs Stephan Bonnar Rodrigo “Minotauro” Nogueira vs Dave Herman Erick Silva vs Jon Fitch Glover Teixeira vs Fabio Maldonado Phil Davis vs Wagner “Caldeirão” Prado Demian Maia vs Rick Story Card Preliminar Rony “Jason” Mariano vs Sam Sicilia Gabriel “Napão” Gonzaga vs Geronimo “Mondragon” dos Santos Diego Brandão vs Joey Gambino Francisco “Massaranduba” Drinaldo vs Gleison Tibau Sérgio Moraes vs Renée Forte Luiz “Banha” Cané vs Chris Camozzi Cristiano Marcello vs Reza Madadi


UFC Rio 3: Assista hoje às 13h à Coletiva de Imprensa do evento aqui no MMA Brazucas

No próximo sábado, dia 13 de Outubro, acontecerá o UFC Rio 3 (UFC 153) e como luta principal, Anderson Silva desta vez não colocará seu cinturão da categoria até 84kg em jogo e enfrentará Stephan Bonnar na categoria até 93kg.

Com o card repleto de astros brasileiros como Rodrigo Minotauro, Demian Maia, Gleison Tibau, Erick Silva entre outros grandes nomes, o evento promete ter grandes combates.

Como de costume, sempre dois dias antes, o UFC faz a conferência de imprensa e abre perguntas para os jornalistas e admiradores onde  quem estarão presentes serão: Marshall Zelaznik (diretor de desenvolvimento internacional do UFC), Anderson Silva, Stephan Bonnar, Rodrigo Minotauro, Dave Herman, Glover Teixeira e Fabio Maldonado.

Confira o card do UFC Rio 3:

[iframe_loader src="http://www.ufc.com/event/UFC153/printFightCard" height="600"]


Wanderlei Silva quer subir de categoria e retornar ao UFC contra Vitor Belfort ou Chael Sonnen

Longe do octógono desde junho, quando foi derrotado por Rich Franklin no UFC 147, evento que foi realizado em Belo Horizonte (MG), Wanderlei Silva está focado em voltar à ativa o quanto antes. O atleta da Integralmédica Suplementos Nutricionais já retornou a sua rotina de treinamentos para as futuras competições e está focado em dois adversários bastante conhecidos do público brasileiro.

“Estou me mantendo sadio, ainda não estou em ritmo de competição mas espero voltar a lutar logo. Queria que meu retorno fosse contra o [Vitor] Belfort ou [Chael] Sonnen, que são os dois caras que gostaria muito de enfrentar”, garantiu o veterano por meio de sua assessoria.

Wanderlei Silva também não descartou a hipótese de voltar a lutar entre os meio-pesados (93kg), categoria na qual reinou por sete anos no Pride. “No momento estou com 95 kg, estou bem mais forte e tenho me dedicado bastante à musculação. Estou pronto para lutar em qualquer categoria, seja no peso meio-pesado ou no médio. O Dana é quem decide”, afirmou.

O ‘Cachorro Louco’ comentou a segunda edição do The Ultimate Fighter Brasil, que tem previsão para começar em março de 2013, e também falou sobre a sua participação como um dos técnicos na primeira temporada do reality show no país.

“Foi muito legal, mas ao mesmo tempo, foi bem difícil e demorado. O público que assistiu ao reality não sabe o trabalho que deu para deixar o programa redondo. Apesar de todas as dificuldades, o programa auxiliou muito a impulsionar a modalidade no Brasil e para divulgar o esporte aos patrocinadores. Espero que a segunda edição tenha uma grande audiência novamente”.

O lutador lamentou o fato de não poder comparecer ao UFC Rio 3, que será realizado no dia 13 de outubro, mas fez questão de enaltecer a qualidade dos lutadores escalados para o espetáculo.

“Gostaria muito de estar presente neste evento mas não será possível. Estarei em Goiânia no fim do mês e a minha agenda não me permite estar no Rio de Janeiro nessa data. Tenho certeza de que as lutas serão imperdíveis, grandes feras estão escaladas para no card, e de quebra ainda tem o Minotauro e o Anderson, que são certeza de um grande show”, concluiu.

Pergunta aos leitores do blog: Qual seria o melhor adversário para o retorno de Wanderlei: Belfort ou Sonnen?

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2012/10/10/wanderlei-quer-retornar-ao-ufc-contra-belfort-ou-sonnen/