Dana White: ST. Pierre nega reportagem de site sobre problemas pessoais

O presidente do Ultimate Fighting Championship Dana White disse ao Los Angeles Times que o campeão meio médio Georges Saint Pierre nega a afirmação do site TMZ sobre a morte de seu pai e a suposta gravidez de uma mulher, cuja criança “Rush” não teria interesse em ser pai.

“Ele está negando esses rumores que o TMZ está noticiando sobre aquelas duas coisas”, disse o dirigente, sem se referir aos problemas pessoais que o lutador tem enfrentado desde antes da luta principal do UFC 167 contra Johny Hendricks.

O canadense disse que precisa de tempo para lidar com questões da vida privada que o estão enloquecendo e tirando-lhe o sono, mas White está confiante que anunciará a revanche entre os dois melhores atletas até 77kg em algumas semanas.

Em relação à Comissão Atlética de Nevada, à qual criticou duramente após a confirmação da vitória por decisão dividida de GSP, White adotou tom conciliatório e disse acreditar nos oficiais para a resolução do problema da contagem de pontos nas lutas de MMA.

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2013/11/18/dana-white-st-pierre-nega-reportagem-de-site-sobre-problemas-pessoais/


Programa Esporte Espetacular Vídeo: Assista a participação de Anderson Silva, Chris Weidman e Dana na Globo

Anderson Silva, Chris Weidman e o presidente do UFC Dana White, participaram ao vivo direto dos estúdios da Rede Globo do programa Esporte Espetacular. A visita ao Brasil faz parte do Midia Tour que a organização esta promovendo para  falar da revanche marcada para o UFC 168, dia 28 de dezembro, em Las Vegas. Spider tenta retomar o cinturão dos pesos-médios após o nocaute sofrido em 8 de julho, também em Las Vegas – o brasileiro não perdia havia seis anos e nove meses.

Assista abaixo na integra o bate-papo:

O bate papo começou com Anderson Silva sendo questionado como ele reagiu com as criticas após a derrota para Weidman:
“Eu não fiz muita coisa não, continuei meus trabalhos fora do mundo da luta, logo acabou a luta na outra semana eu ja estava treinando, claro que como brasileiro não queria ter perdido, mais aconteceu e agora é tentar mudar esse quadro”

Chris Weidman como esta sua cabeça, sabendo que Anderson Silva esta bravo e mordido com você após a derrota no UFC 162?
“Eu estou super preocupado com isso, eu juro, não queria ter vencido Anderson Silva, mais aconteceu (risos)”

Dana White você achou a dar algum puxão de orelha no Anderson após o combate?
“Não, nada, Anderson é um grande campeão, ele representa o esporte, representa seu pais de forma digna”

Aproveitando o ensejo, Dana White foi questionado sobre a disputa de cinturão entre Jon Jones e o brasileiro Glover Teixeira.

“Sim, essa luta vai acontecer, em New Jersey provavelmente no período do Super Bowl”

Dana White confirma duelo em New Jersey 2014 (Foto: Reprodução)

Anderson como esta sendo o seu treinamento para revanche, algo mudou?
“Não, não estou mudando nada, até porque se eu mudar eu estarei saindo das minhas características, a única coisa na qual eu conversei com todos os meus treinadores e que foi um erro, foi ter ficado com as pernas paralelas durante a luta, foi o único momento que eu errei”

Anderson, olhando, analisando todo o seu curriculum comparando com do Campeão Chris Weidman, você admite que a sua derrota foi um descuido e você se considera melhor que ele?
“Todos os atletas que estão dentro do UFC são bons, é o Chris não lutou pelo cinturão a toa, ele credenciou-se porque mereceu. Se ele ganhou do campeão, óbvio que ele foi melhor que o campeão, não existe sorte, existe um melhor preparo para executar aquilo que foi treinado”

Chris se o Anderson tiver a mesma postura a mesma forma de lutar em Dezembro, como você irá encarar, já que em Julho você reprovou o comportamento do brasileiro no octógono?
“Olha eu estava esperando tudo isso, e quando ele faz isso, nós tínhamos pessoas fazendo isso comigo, realmente eu fiquei balanceado, achei que ele acertaria mais golpes e eu teria que manter uma certa postura, mais chegou um momento que ele me provocou tanto que eu queria muito acerta-lo. E eu acho que na próxima luta Anderson fará o mesmo e eu irei me preparar da mesma forma”

Dana White outro combate que todo o mundo espera é entre Anderson e Jon Jones, ainda pode acontecer?
“Sim, tudo é possível, mais se perguntar isso para o Anderson, certamente ele esta preocupado com essa luta agora, sua concentração precisa ser para essa luta, o Anderson esta sobre grande pressão, quebrou todos os recordes e pela primeira se encontra nesta posição de desafiante após tanto tempo. Em 13 anos de UFC, eu nunca estive tão empolgado com um combate como esse. Se ele passar por Weidman, Jones esta lá, vamos ver”

Dana White foi questionado sobre o cinturão interino de Renan Barão, foi usado inclusive o exemplo do peso pesado Fran Mir que ficou afastado por 14 meses e o cinturão foi tomado e colocado em jogo. Lembrando que Dominick já esta há 23 meses fora do cage.

Dana White afirma que main event está ameaçado.

“Certo, quando Frank Mir lesionou todos nós achávamos que era o fim da carreira e Mir não voltaria mais. Dominick não, ele voltará no inicio de 2014 e lutará contra o Barão pela unificação. Hoje, Barão é o campeão, pois defendeu o cinturão contra os caras que o Dominick deveria estar enfrentando”

Dana White falou sobre os riscos de uma perda brusca de peso e que tudo deve ser medido pelo lutador, sua equipe e os organizadores da competição. Lembrando que Leandro Feijão teria aceitado o combate com pouco tempo para perder os 15kg necessários para atingir o peso da categoria de maneira saudável, o presidente do UFC lamentou a morte, mas não acredita que isso possa abalar o prestígio do MMA no Brasil.

“Eu penso que o problema aqui foi que ele aceitou a luta muito em cima. Quando você tem que perder tanto peso em cima da hora, você tem que ver se vale a pena lutar nesse momento. Sempre quando se perde alguém tão jovem e com tanto talento é muito triste, mas faz parte do esporte. Sempre têm essas perguntas sobre perder peso no mesmo dia, ter que bater peso naquele dia, então não teria tempo para descansar antes da luta. Essa é sempre uma pergunta que fazem e você tem que ver quantas lutas existem no mundo e quantos morrem. Então, tem que avaliar se você tem que aceitar uma luta em cima da hora”

Chris Weidman qual o ponto fraco do Spider?
“Ele não tem pontos fracos (risos). Anderson é muito completo, por isso ele foi campeão por muito tempo. Mais de fato preciso me preocupar comigo e esquecer o que ele irá fazer”

Antes do encerramento Anderson Silva falou sobre o apoio que esta recebendo dos fãs brasileiros para a revanche contra Weidman.
“Eu fico feliz em saber que os brasileiros ainda confiam em mim, eu como brasileiro tentarei o meu melhor para recuperar esse cinturão”

Fonte: http://newsmma.com.br/anderson-silva-weidman-dana-participaram-vivo-programa-esporte-espetacular/


Jon Jones vs Glover Teixeira em véspera do Super Bowl

Após especulações sobre uma possível revanche entre Jon Jones e o sueco Alexander Gustafsson foi completamente descartada pelo presidente do UFC Dana White. A confirmação veio na noite de quarta-feira que o brasileiro Glover Teixeira receberá a próxima chance de disputar o cinturão, e adiantou que o duelo provavelmente acontecerá em fevereiro, na véspera do Super Bowl, final da NFL, liga profissional de futebol americano.

Glover Teixeira está confirmado como próximo desafiante a Jon Jones (Foto: Montagem/NewsMMA)

Glover Teixeira está confirmado como próximo desafiante a Jon Jones (Foto: Montagem/NewsMMA)

O dirigente fez a revelação ao site americano “Espn.com” na noite de quarta-feira, após o próprio Jon Jones afirmar ao telejornal oficial do Ultimate, “UFC Tonight”, que acreditava ter vencido a luta contra Gustafsson “decisivamente” e que não era preciso uma revanche.

“É isto que o campeão quer. Nós provavelmente faremos esta luta no card do Super Bowl, em Nova Jersey” disse White.

Fonte: http://newsmma.com.br/dana-white-confirma-combate-jon-jones-glover-teixeira/


Anderson Silva confirma revanche com Chris Weidman para o dia 28 de dezembro

anderson silva

Anderson Silva, nossa capa de julho, sofreu a pior derrota de sua carreira na madrugada do último final de semana, perdendo o cinturão de campeão dos pesos médios para o americano Chris Weidman. O grande nome da história do MMA, que nunca havia sido nocauteado até então, conta com exclusividade para a GQ qual foi a sensação de perder, rebate as criticas de que teria entregado a luta e confirma a revanche com data marcada: dia 28 de dezembro.

GQ: Qual o impacto da derrota para a marca Anderson Silva?

Anderson Silva: não muda muito. Depois de perder, tenho que me preparar novamente e voltar a lutar. Aliás, confirmo a revanche, que será no dia 28 de dezembro deste ano.

Se pudesse voltar ao início do 2°round desta última luta, faria algo diferente?

Acho que eu me focaria mais. Faria um caminho inverso, mas não mudaria a tática. Tenho confiança de que fiz o meu jogo só que acabou não dando certo. Jogo é jogo, se pode ganhar ou perder.

Qual foi a primeira sensação que você teve ao perceber que havia sido nocauteado?

Sensação ruinzinha... Na verdade ainda a tenho. Nunca tinha sido nocauteado na minha carreira. Não gostei.

Como foi contar aos seus filhos sobre a derrota?

Poxa, eles estavam assistindo à luta e conhecem o pai deles. Sabem que aquilo é nosso ganha-pão e o nosso futuro. Fui trabalhar e voltei para casa com um final inesperado. Mas, como eles mesmos dizem, para eles serei sempre campeão.

O que você tem a dizer sobre as especulações de que a luta tenha sido manipulada ou que você teria facilitado a derrota?

Isto é loucura. Fiquei quatro meses focado em treino. Tinha gente do time chorando e tudo mais. Eu sou responsável. Jamais entregaria uma luta. Jamais.

O que achou da reação da imprensa brasileira? E sobre as declarações feitas por outros lutadores nas redes sociais?

De verdade, eu fiquei chateado. Sempre fui aberto à imprensa, não sou celebridade, sou atleta. Eles poderiam entender melhor o que aconteceu e passar a noticia certa para o publico. Saber que atleta um dia vence e no outro perde. Meu filho me ligar chorando porque os amigos chamam o pai dele de “brincalhão” – porque os pais leram isso - não é bacana. Mas é como eu disse para ele, um dia rei, no outro bastardo. Temos que seguir em frente.

Qual o tamanho dessa derrota para você? É só mais um momento difícil na sua carreira ou é algo que te fará mudar determinadas coisas na vida?

O mais importante para mim foi perceber que as pessoas gostam de mim e querem me ver sempre vencendo. Mas também foi importante para reafirmar que eu não sou invencível. Ninguém é. Todo muito tem seus dias ruins.

Quais os planos para o resto do ano?

Treinar e cumprir minha agenda de compromissos fora do UFC . Tenho filmes para gravar e comerciais, tudo continua.

O que você gostaria de dizer ao seus fãs?

Gostaria de dizer, antes de tudo, que errar é humano. Jamais entregaria. Só que luta é luta. Na vida, lutamos muito e nem sempre dá certo, mas nem por isso deixamos de ser batalhadores. Tem que levantar, dar a volta por cima e continuar lutando. Venceremos lutando, mas não quer dizer que sempre ganhando. Isso é o que eu levo pro octógono e para a minha vida.

Fonte: http://gq.globo.com/Noticias/noticia/2013/07/anderson-silva-confirma-revanche-para-o-dia-28-de-dezembro.html


Weidman vs Silva 2 poderá acontecer em ginásio para 105 mil pesosas

A revanche entre o novo campeão peso médio Chris Weidman e Anderson Silva está sendo organizada para ocorrer no estádio dos Cowboys, no Texas.

O jornal New York Post informou que a localidade possui capacidade para até cento e cinco mil pessoas, e se for confirmada, quebrará o recorde de público do Ultimate Fighting Championship em um único evento.

Dana White viajará para Los Angeles para negociar a segunda luta entre Weidman e Anderson na semana que vem e já rotula o combate como o maior da história da organização.

Apesar da intenção do presidente em realizar o confronto ainda este ano, o mais provável é que aconteça em 2014, já que o “All-American” terá de passar por uma cirurgia no joelho e o “Aranha” está descansando com a família nos Estados Unidos.

Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/mma/posts/2013/07/11/weidman-vs-silva-2-podera-acontecer-em-ginasio-para-105-mil-pesosas-503199.asp


O Grande Campeão Anderson Silva destrinchado

Por Anderson Barata

A expectativa estava muito grande para uma luta que deveria ser mais uma para o grande campeão se não fossem os comentários de grandes atletas, sendo a maioria americana, de que pela primeira vez, o Anderson Silva estaria prestes a perder seu reinado na categoria médio do UFC. O responsável disso tudo seria o americano Chris Weidman, invicto até então com 9 vitórias, com um forte jogo de chão e um wrestling agressivo de alto nível, exatamente a fraqueza do Spider Silva, não tão fraca assim, claro, faixa preta de jiu jitsu que tem em seu camping de treinamento Ramon Lemos, André Galvão, Rafael Feijão, Erick Silva, Bruno Frazzato e diversos outros faixas pretas tops. Pra quem não conhece esses nomes citados, com uma rápida busca na internet saberá quem são.

De uma maneira que muita gente que assistiu seu documentário Como Água (Like Water), lançado em 2011, não entendeu. Anderson Silva deixou claro que o tempo que ele se dedica para lutar é maior que o que gasta com sua família. Isso já o incomodava, basta ouvir a música de entrada para todas as suas lutas (ouça e veja a letra em inglês e sua tradução).

Não faz muito tempo que o Anderson Silva renovou seu contrato de 10 lutas com a organização. O Spider parecia não querer lutar tanto assim, o que seriam mais 5 anos lutando, se não houvesse nenhum adiamento de suas lutas devido a lesões.Um campeão do UFC tem por obrigação em contrato, de ir a diversos evento para divulgar a organização ou um evento.

Muitos acham que o Anderson Silva brinca na luta. Ele pode até brincar, mas se isso é brincadeira, ele também brinca em seus treinos. De fato isso não é brincadeira, isso é seu jogo, por suas inúmeras habilidades, algumas delas são a capacidade de absorção de pancadas e a velocidade nas esquivas. O Spider tem pleno domínio da luta em pé, já há 30 anos sendo praticadas, uma vez que começou sua prática aos 8 anos de idade onde passou pelo boxe chinês, Tae Kwon Do, Muay Thai, e por aí vai.

Anderson Silva além de treinar com os já citados acima da academia X-Gym do Rogério Camões e Josuel Distak, tem o Rodrigo Minotauro, Rodrigo Minotouro, Júnior Cigano e diversos outros que não dá pra citar todos aqui, mas todos da Team Nogueria.

Conclusão

Na semana da luta Anderson Silva vinha se mantendo diferente de como é costume e respondia todas as perguntas na boa nas conferências que fazia, agora praticando seu inglês, talvez por ter aberto recentemente sua própria academia (veja aqui) ou realmente mais relaxado, ou melhor, não tão focado como antes, monossílabo em suas respostas. Na pesagem na hora da encarada, encostaram até o rosto um no outro, o que parecia ser algo ainda mais provocante para desestabilizar mentalmente o Chris Weidman. Desestabilizar, talvez essa seja a palavra-chave da luta. Mas porque desestabilizar tanto mentalmente o super focado Weidman, que quase caía na teia do Aranha?

De saco cheio de ficar tanto tempo distante de seus filhos, sua esposa e outras pessoas importantes em sua vida, somando todos os fatos citados também acima, além de estar milionário, com diversos contratos com empresas como a Nike e Burger King, garoto-propaganda de marcas como Budweiser, Renault, Duracell, Vivo e algumas outras, sem contar com o fato de ter passado quase 2 anos sendo patrocinado também pelo Clube Corinthians, Anderson Silva tem um legado que ninguém apagaria se não o fato de ele ter aceitado grana para dar a vitória ao Chris Weidman. Isso passa na cabeça de qualquer um nem que seja por alguns segundos, mas campeão que é campeão não se venderia por dinheiro nenhum no mundo, ainda mais quando se tem dezenas de milhões em sua conta, não seriam outros milhões que apagariam sua história no esporte e tirariam o título de MITO, ÍDOLO, que o Spider tem para diversas crianças e adultos por todo o mundo.

Pois bem, foi para a luta com outro foco que não era somente de vencer, foi lá para fazer o mesmo que ele faz na academia, segundo lugar que ele mais gosta de estar pois o primeiro é sua casa. Pelo fato de não estar 100% focado na luta, Anderson Silva se sentiu muito a vontade, e isso custou caro quando encontrou o Chris Weidman numa confiança imensa, impulsionada pelas palavras de outros campeões e ex-campeões do UFC.

Ao final do primeiro round, o Spider já estava entrando na cabeça do Weidman. Quando todos acharam que o Anderson Silva acabaria com a luta no segundo round, um pouco antes de acabar o tempo de 1 minutos para iniciar o segundo round: “Vai lá e faz com seu soco uma merda de um buraco no peito dele!” quem disse isso foi Ray Longo, Corner e professor de Boxe do Chris Weidman. Falando rapidamente do Ray Longo, ele também é professor do Matt Serra, que chocou o mundo quando nocauteou o até então melhor peso por peso em 2007, Georges Saint-Pierre. Enquanto Anderson Silva tentava DESESTABILIZAR mentalmente seu adversário, Chris Weidman voltou com foco total e procurando sua distancia, foi soltando diversos socos, jabs, diretos, cruzados … Pois é, Weidman achou a distancia antes do Spider o conseguir DESESTABILIZAR.

Deu no que deu.

É fato que a revanche acontecerá se não no fim de 2013, no início do próximo ano. Renda boa para o UFC, Anderson Silva e Chris Weidman, todos ganharão dinheiro como andam especulando por aí nas diversas teorias das conspirações, o Spider certamente estará focado pois como um legítimo campeão saberá que não pode perder o foco, que foi o que fez com o Vitor Belfort.

Leia em inglês o que o Ray Longo disse ao Chris Weidman entre o round 1 e 2:

“After the first round, I say ‘listen man, you know it (the showboating) is all bulls**t,” he said. “Let’s just keep doing what we’re doing. If he wants to lose a fight like that, that was it. And I started telling him to punch a hole in his chest; stop chasing his head.”

Observem as mãos do Chris Weidman que entraram no Anderson Silva.
Fotos UFC/Getty Images

[nggallery id=60]


UFC 162: Anderson Silva foi nocauteado, mas quem foi o vencedor? Chris Weidman ou o UFC?

Havia um clima diferente antes da luta principal do UFC 162: “Silva vs Weidman”. O presidente Dana White surpreendeu ao declarar que o melhor lutador da história do Ultimate Fighting Championship teria direito à disputa imediata de cinturão se fosse derrotado por Chris Weidman.

O próprio Anderson Silva chegou a dizer que já havia completado o seu legado nas artes marciais mistas, modalidade em que conquistou os cinturões do Cage Rage, Shooto, Pride e UFC e que não buscava nenhum desafio maior para a carreira – a não ser uma luta contra o boxeador Roy Jones Jr.

Veio a luta e o público viu um desafiante focado, que logo no início da luta conseguiu aplicar uma queda, e a partir dali, começou a punir o campeão com punhos e cotovelos. A disputa poderia ter sido encerrada no primeiro round com uma chave de joelho, mas o brasileiro se defendeu bem e conseguiu se reerguer no octógono.

No minuto final, Silva deu sinais de que entraria definitivamente na luta e começou chutar com maestria e a provocar o americano mas o gongo soou e ele só pode dar um beijo no rosto do All-American antes de se dirigir ao córner para receber orientações de Rafael Feijão e Ramon Lemos.

No assalto seguinte, o lutador da X-Gym fez questão de tocar as luvas do adversário e abriu os braços incitando-o a partir para a luta franca como estratégia de atraí-lo para a troca de golpes, onde teoricamente era superior devido aos trinta anos de experiência no Muay Thai e o lastro de treinamento no boxe, Tae-Kown-Do, etc..

Ao ser acertado por um cruzado de esquerda, The Spider fez graça ao balançar o corpo como se tivesse sentido o golpe do oponente. O narrador do UFC sorriu, mas Chris se manteve focado, perseguindo Anderson que passou a desfilar no octógono com passadas laterais características do boxe.

Um pisão acertou Weidman e Ramon Lemos gritou do córner: “pisa!” – mas Anderson preferiu se retorcer e descer até a altura dos joelhos, mas o aspirante ao título não entrou na provocação e preferiu buscar, sem sucesso, o clinche. Silva abriu os braços em sinal de desaprovação e voltou ao centro do cage disposto não se sabe a quê.

Ao som de “Uh, vai morrer!”, Chris encaixou um golpe de mão esquerda e Anderson abriu a base, baixou o corpo e esperou por novos ataques. Weidman soltou a mão direita, a esquerda seguinte derrubou Silva, que sem base caiu em knockdown, e só restou ao então desafiante completar a sequência de socos até a interrupção de Herb Dean.

O gigante caiu agarrado às pernas do árbitro enquanto o novo campeão celebrava com euforia para surpresa do público presente à arena e dos fãs que acompanharam o espetáculo em todo o mundo. Mais de oitocentos mil pay-per-view foram vendidos às testemunhas da queda de então melhor lutador peso por peso.

Na conferência pós-UFC 162, Anderson Silva admitiu que a estratégia de trazer o opositor para o seu jogo não funcionou. Ele chegou a tentar o mesmo plano aplicado contra Stephan Bonnar em outubro do ano passado, quando ficou de costas na grade esquivando-se dos ataques, mas Chris Weiman foi impecável e não se deixou envolver pela teia do ‘aranha’.

Enquanto os analistas apontavam a deficiência na defesa de quedas do atleta paulista como principal risco de derrota, ele acabou sendo derrotado em pé e viu a incrível sequência de dez defesas de título ser interrompida por nocaute, o mesmo resultado que havia obtido contra onze rivais na organização.

Teoria da Conspiração

Um artigo da Forbes foi mais provocativo que Anderson Silva. Nele, o jornalista Chris Smith escreveu que uma derrota do campeão na madrugada de domingo seria uma vitória para o UFC porque as revanches são incrivelmente populares e mencionou a segunda luta do Spider contra Chael Sonnen, que vendeu mais de um milhão de ppv.

Smith antecipou a reconquista de título de Anderson e a terceira e decisiva luta contra o americano, que será – segundo ele – uma das mais aguardadas da história do MMA, mas apontou a perda de empolgação que uma super luta entre Silva e Georges Saint Pierre como principal perda, o que é verdade.

“As vitórias dos azarões são alguns dos momentos mais excitantes do esporte e a primeira derrota do maior de todos os tempos do UFC seria destaque nos noticiários, mas mais importante para o UFC e seus fãs, a derrota de Silva criaria uma incrível rivalidade a ponto da revanche poder desafiar a maior vendagem de pay-per-view obtida no UFC 100”, escreveu o xará do novo campeão do Ultimate.

Mensagem do ex-campeão aos seguidores do twitter

Verdadeiro troféu

O ex-campeão é abraçado pela esposa Dayane e a filha Kaory em sua chegada ao Brasil (foto: reprodução/twitter)

Perguntas aos leitores do blog: 1) Quem vencerá a revanche: Weidman ou Silva? Qual a sua opinião sobre a teoria da conspiração?

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2013/07/08/ascensao-de-chris-weidman-queda-de-anderson-silva-e-conspiracao/


Segundo Dana White: "Todos os lutadores acham que Weidman vai bater Spider"

Weidman

Após construir um bom histórico no UFC em quatro lutas, derrotando o italiano Alessio Sakara, o canadense Jesse Bongfeldt (finalização da noite no UFC 131), o americano Tom Lawlor, o brasileiro Demian Maia e o compatriota Mark Muñoz, com um nocaute da noite e se credenciando a enfrentar o campeão Anderson, o norte-americano Chris Weidman já vem ganhando respeito dos lutadores do UFC, é o que disse Dana White em entrevista.

“Todos os profissionais, quando você fala com todos os lutadores, cada um com quem eu falei e que entrevistamos acredita que Weidman vai vencê-lo (Anderson Silva).Georges St-Pierre acha tanto que ele (Weidman) vai ganhar que não quis nem planejar enfrentar o Anderson – afirmou, durante bate-papo com a imprensa em meio às atividades do UFC 161, no Canadá.

Aos 29 anos, e possuindo um wrestler de elite nos EUA, Weidman conta com  um cartel de 9 vitórias e nenhuma derrota na carreira. Já Anderson Silva, quase 10 anos mais velho que o rival conta com um cartel de 16 vitórias em 16 lutas no UFC, sendo 11 por nocaute ou nocaute técnico, três por finalização e apenas duas por decisão dos jurados. Ele tem o recorde de defesas de cinturão, com dez, e vai tentar a 11ª contra Weidman. Os dois medem forças no próximo no UFC 162, dia 6 de julho no MGM Grand Garden Arena em Las Vegas

UFC 162
6 de julho de 2013, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL

  • Anderson Silva x Chris Weidman
  • Frankie Edgar x Charles Do Bronx
  • Tim Keneddy x Roger Gracie
  • Ricardo Lamas x adversário a ser definido
  • Cub Swanson x Dennis Siver

CARD PRELIMINAR

  • Mark Muñoz x Tim Boetsch
  • Chris Leben x Andrew Craig
  • Norman Parke x Kazuki Tokudome
  • Edson Barboza x Rafaello Trator
  • Gabriel Napão x Dave Herman
  • Seth Baczynski x Brian Melancon
  • Mike Pearce x David Mitchel

Fonte: http://newsmma.com.br/todos-os-lutadores-acham-que-weidman-vai-bater-spider-diz-dana-white/


Dana White: Talvez o GSP queira lutar com Anderson Silva

Uma solicitação de reunião do campeão Georges Saint Pierre com o presidente Dana White, poderá mudar o cenário futuro das categorias meio médio e médio do Ultimate Fighting Championship. De acordo com o presidente, o canadense pode ter em mente a realização da aguardada superluta contra Anderson Silva.

“Eu literalmente vou ligar para o Georges St. Pierre hoje e ver o que ele quer fazer”, disse Dana aos repórteres presentes à cobertura do UFC on Fox 7: Henderson vs Melendez. “Acho que se o Jon Jones bater o Chael Sonnen, então teremos de aguardar o Anderson Silva e sua luta contra o Chris Weidman. Talvez ele [Georges] queria lutar com o Anderson”, completou.

Com as declarações de White, Johny Hendricks corre o risco de ficar fora de competição até a realização do confronto entre Rush e Spider – se este for de fato confirmado hoje. O presidente deixou claro que o pedido de ST. Pierre será prontamente atendido e que Bigg Rigg ficará em segundo plano.

“Se Georges St-Pierre me disser que quer enfrentar o Anderson Silva, o que vocês acham que eu direi? Não, você vai lutar contra Johny Hendricks, e voltamos a falar sobre isso depois… Vocês estão brincando comigo?” – declarou.

Dana White também afirmou que GSP não perderá o cinturão até 77kg se optar por subir de peso para enfrentar Anderson Silva na categoria até 84kg nessa que será a maior luta dos vinte anos de história da organização. “Ele ainda seria o campeão dos meio médios e poderia voltar à categoria para enfrentar Johny Hendricks pelo título” – garantiu.

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/mmamanoamano/blog/2013/04/19/dana-white-talvez-o-gsp-queira-lutar-com-anderson-silva/


Dana White confirma José Aldo vs Anthony Pettis para Agosto

O presidente do UFC, Dana White, anunciou durante um chat com fãs nesta segunda-feira à noite que o combate entre José Aldo e Anthony Pettis está confirmado. O duelo, que estava ameaçado, segundo ele, pela recusa do brasileiro em colocar seu cinturão dos pesos-penas em jogo, valerá o título. A contrapartida, de acordo com André Pederneiras, técnico do campeão, é que o brasileiro dispute o cinturão dos pesos-leves em seguida.

- Eu tive uma reunião hoje (segunda-feira) com o José Aldo e o Aldo disse: "Vou acabar logo com essa palhaçada. Estão dizendo que eu estou correndo, então eles vão ver quem vai correr de quem na hora! Se vocês gostam de porrada, podem comprar o pay per view do dia 3 de agosto que vocês vão ver isso, porque cabeças vão rolar." Na hora, liguei para o Dana White para confirmar o combate, mas com uma condição: depois dessa luta, o combate vale a disputa de cinturão contra o campeão dos leves - contou Pederneiras ao SPORTV.COM, que espera ainda que o duelo entre os dois aconteça no Brasil.

- Agora vamos sentar e planejar como vai ser o camp, que deve começar daqui a algumas semanas. Essas luta deve ser no Brasil.

Será a segunda luta seguida do brasileiro contra ex-campeões da categoria de cima, o peso-leve (até 70,3kg). Em fevereiro, Aldo derrotou Frankie Edgar, ex-detentor do cinturão no Ultimate, por pontos no UFC 156. Na mesma noite, Anthony Pettis, que foi o último campeão dos leves no extinto WEC e é o atual desafiante número 1 entre os pesos-leves, pediu uma oportunidade contra ele.

O Ultimate gostou da ideia e chegou a anunciar o confronto para agosto, no UFC 163. Porém, no último sábado, após o UFC 157, White revelou à mídia que José Aldo e Dedé Pederneiras estavam resistindo ao combate, pois discordavam que o americano merecesse uma oportunidade direta pelo título à frente de outros lutadores da categoria. O dirigente emitiu uma ameaça à equipe se não aceitasse o combate.

Dois dias depois, nesta segunda, White disse em seu chat que conversou com o agente de Aldo, Dedé Pederneiras, e está tudo acertado.

- A luta entre Aldo e Pettis está fechada. Vai acontecer, em agosto - disse o dirigente.

Pouco depois de divulgar a novidade no chat, Dana White publicou em seu Twitter que o combate estava acertado, e que seria pelo cinturão até 65,8kg. José Aldo também se manifestou.

- Vamos que vamos, ui nego! - escreveu o campeão nas redes sociais.

Tanto Aldo quanto Pettis foram campeões no WEC, extinto evento absorvido pelo UFC em 2011. Porém, como a divisão do brasileiro não existia no Ultimate, ele manteve seu cinturão ao fazer a transição para a organização, e o defendeu quatro vezes desde então. Pettis aceitou fazer uma luta antes de encarar o então campeão, Frankie Edgar, e acabou derrotado por Clay Guida, por pontos. Desde então, venceu três combates seguidos e se reposicionou como desafiante número 1 ao cinturão dos pesos-leves, atualmente em posse de Benson Henderson.

Pettis tem 16 vitórias e duas derrotas no cartel. José Aldo, por sua vez, compila 22 triunfos e apenas um revés na carreira, e está invicto em 15 lutas desde 2006.

Fonte: http://sportv.globo.com/site/eventos/combate/noticia/2013/02/apos-polemica-dana-white-confirma-luta-entre-jose-aldo-e-anthony-pettis.html