hoje tem Brasil vs Jon Jones no UFC 172

Por Adriano Albuquerque
http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/01/glover-teixeira-enfrenta-jon-jones-no-ufc-172-em-26-de-abril-em-baltimore.html

http://www.youtube.com/watch?v=Y9AMziizkRY

Anunciado muitas vezes e adiado em todas, o confronto entre o atual campeão dos pesos-meio-pesados do UFC, Jon Jones, e o brasileiro Glover Teixeira enfim tem data e local oficiais: será em 26 de abril, em Baltimore, no evento principal do UFC 172. A notícia foi publicada primeiro pelo jornal "Baltimore Sun" e confirmada ao Combate.com pela PESAGEM jones vs gloverorganização do evento.
Glover se mostrou bastante feliz com a notícia, após ter o duelo anunciado para o UFC 169, UFC 170 e UFC 171, apenas para vê-lo adiado por causa da recuperação de Jones de uma lesão sofrida em seu último combate, contra Alexander Gustafsson. Na ocasião, o campeão foi testado como nunca antes e ganhou uma contestada decisão unânime. Para o mineiro, "Bones" mereceu o triunfo e, embora sua "aura de invencibilidade" tenha caído, nada mudou em sua mentalidade para enfrentá-lo.

- Foi uma luta boa para os dois ali, mas não olho por esse lado. Para mim, se tivesse ganhado no primeiro round ou se tivesse perdido e eu tivesse de enfrentar o Gustafsson, eu lutaria do mesmo jeito. Você olha que o Jon Jones ficou machucado ali, mas ele mostrou coração, mostrou raça. Na minha opinião, na hora até o Dana White me perguntou quem eu achei que venceu, e eu acho que foi o Jon Jones. Ajudou um pouco, mudou um pouco, mas luta é luta, eu tenho que chegar em 26 de abril e fazer a luta certa - disse Glover Teixeira.

O brasileiro vem numa sequência de 20 vitórias consecutivas, incluindo cinco no UFC. Para acrescentar Jones à lista de vítimas, o lutador não pretende mudar muito seu treinamento.

- Treino na American Top Team com os caras lá mesmo. Estou indo no fim de semana que vem ajudar o Lyoto (Machida) nos treinos para enfrentar o (Gegard) Mousasi, mas não tem muito isso de parceiro de sparring específico para o Jon Jones. Vou treinar com quem tiver lá, treinar duro e forte. Claro que meus treinadores vão ver o que o Jon Jones tem de mais forte e desenhar uma estratégia, mas eu só me preocupo em acordar de manhã cedo e treinar - garantiu o lutador, que reconheceu, porém, que o wrestling e o boxe serão suas chaves para a vitória.

- Com certeza tem que trabalhar tudo, como sempre trabalho, por isso não me preocupo muito com o oponente, porque estou focado em todos os aspectos da luta. Tenho que trabalhar muito meu boxe, que acho que tenho vantagem nisso, e com certeza defesa de queda vai ser muito importante nessa luta. A queda é um ponto forte dele e ele vai com certeza querer me derrubar - afirmou.
http://www.youtube.com/watch?v=j7yf-G2Z_8k
UFC 172
26 de abril de 2014, em Baltimore (EUA)
Jon Jones x Glover Teixeira

Card principal
Jon Jones x Glover Teixeira
Phil Davis x Anthony Johnson
Luke Rockhold x Tim Boetsch
Jim Miller x Yancy Medeiros
Max Holloway x Andre Fili

Card preliminar
Joseph Benavidez x Tim Elliott
Takanori Gomi x Isaac Vallie-Flagg
Jessamyn Duke x Bethe Correia
Danny Castillo x Charlie Brenneman
Chris Beal x Patrick Williams


Ronaldo Jacaré: "Cedo ou tarde, o cinturão vai ser meu"

Com sequência de cinco vitórias consecutivas – desde quando atuava no Strikeforce -, Ronaldo Jacaré já sonha com uma chance de disputar o cinturão dos pesos médios do Ultimate Fighting Championship. O lutador, que enfrenta o francês Francis Carmont, no dia 15 de fevereiro, em Santa Catarina, está logo atrás de Vitor Belfort no ranking da categoria e acredita ser o próximo da fila a disputar o título, em caso de mais uma vitória.

"A categoria deu uma mexida muito louca com a derrota do Anderson [Silva] para o [Chris] Weidman., as vitórias do Vitor [Belfort] e as chegadas de Lyoto [Machida] e [Gegard] Mousasi. Mas eu sei que estou lá em cima no ranking e meu pensamento é no cinturão. Estou 100% focado no Carmont, sei que vai ser uma luta muito dura porque ele é um lutador completo, mas vou trazer mais uma vitória e chegarei no cinturão. Cedo ou tarde ele vai ser meu, vou arrancar de qualquer um", afirmou.

O adversário de Jacaré treina ao lado do ídolo canadense Georges St-Pierre e, assim como o ex-campeão meio médio, é especialista na luta agarrada. Apesar disso, o brasileiro acredita que o adversário não irá se arriscar e levar a luta para o chão.

"Ele vem mostrando um bom grappling nas últimas lutas dele, mas não acredito que ele vá tentar uma luta agarrada comigo para me derrubar. Eu me sinto muito confortável no chão, ali eu fico em casa. Acredito que ele vai tentar manter essa luta em pé, mas não sei o que ele vai fazer. Ele é um lutador completo e pode querer surpreender", finalizou o atleta da Koral CO.

Siga o blog no twitter @GugaNoblat

Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/mma/

 


Legacy FC: Jorge Patino Macaco conquista mais um cinturão

O veterano Jorge Patino Macaco conquistou mais um cinturão na última sexta-feira (11). Macaco conseguiu sua 27º vitória na carreira, sendo a sua 4º seguida, ele conquistou o cinturão dos pesos leves (70kg) do Legacy FC. Esse evento promoveu, por ora, 11 edições. Macaco participou de três delas e permanece invicto por lá onde também é campeão meio-médio (77kg). Confira como foi a grande performasse do da fera Macaco contra Clay Hantz válido pelo título dos leves:

Fonte: http://newsmma.wordpress.com/


Dan Henderson tem aval de Dana White para disputar cinturão do UFC

A organização do Ultimate confirmou sexta-feira que o americano Dan Henderson disputará o título do UFC.

Inicialmente, a ideia seria que Henderson enfrentasse o vencedor do confronto entre o atual campeão dos meio-pesados Jon Jones e Rashad Evans, americanos que farão a luta principal do UFC 145 no dia 21 de abril em Atlanta.

Contudo, não se descarta que Henderson duele com o vencedor de Anderson Silva vs. Chael Sonnen que farão a luta principal do UFC 147 dia 23 de junho, valendo o título dos médios (até 84 kg).

Nesta hipótese, Dan desceria de categoria.

Henderson vem de uma impressionante vitória sobre Mauricio Shogun no UFC 139 no dia 19 de novembro de 2011, triunfo alcançado após cinco disputados rounds.

Dan Henderson leva na bagagem 29 vitórias e 9 derrotas, figurando entre os Tops desde os tempos do Pride (extinto evento de MMA japonês, comprado pelo UFC em 2007), sendo o atual campeão dos meio-pesados (até 93kg) do Strikeforce.

Diga-se de passagem que Dan Henderson também duelou na divisão dos médios (até 84kg) e dos pesos-pesados (acima de 93kg), todas com extremo sucesso, sendo campeão ou disputado título em todas as organizações em que passou.

Curiosamente, “Hendo” é um dos raros atletas que saiu do UFC por vontade própria, pois após o seu devastador nocaute sobre o inglês Michael Bisping no UFC 100 no dia 11 de julho de 2009, Henderson não renovou o seu contrato com a maior organização de lutas do Mundo.

Meses após, fechou contrato com o Strikeforce. Atualmente, como o UFC comprou o Strikeforce, a volta do norte-americano ao UFC se tornou inevitável.

Henderson é um dos mais experientes atletas em atividade no esporte (nasceu no dia 24 de agosto de 1970) , sendo que já lutou com 18 brasileiros, vencendo nomes como: Crezio de Souza, Allan Goes, Minotauro (lutou 2 vezes, perdendo uma e vencendo outra), Renato Babalu, Renzo Gracie, Murilo Ninja, Murilo Bustamante, Vitor Belfort, Wanderlei Silva (lutaram duas vezes, com uma vitória para cada), Rousimar Toquinho e Rafael Feijão.

Henderson é um excelente trocador (principalmente o seu conhecido cruzado de direita), tendo um wresting de nível olímpico e poderá, sim, tornar-se o novo campeão de sua categoria no UFC.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/nomundodaslutas/2012/03/30/dan-henderson-disputara-titulo-do-ufc/?topo=13,1,1,,10,13


Revanche entre Nick Diaz vs. Carlos Condit novamente pelo título

O norte-americano Carlos Condit venceu o seu compatriota Nick Diaz por decisão unânime na luta principal do UFC 143 no último final de semana, sagrando-se campeão interino dos meio-médios (até 77kg) do UFC.

O resultado foi tão polêmico que o UFC deverá anunciar oficialmente uma revanche, sendo que o vencedor desafiará o canadense Georges St. Pierre que é o real campeão da categoria e está se recuperando de lesão no joelho.

Diga-se de passagem que St. Pierre não teve condições de lutar em duas ocasiões (UFC 137 e UFC 143), razão pela qual foi aberta a disputa de um título interino.

Deste modo, Condit e Diaz deverão se enfrentar em maio ou junho e o vencedor disputará a unificação do título com o real campeão que é St. Pierre, possivelmente em novembro.

Agora é só aguardar o pronunciamente oficial do UFC sobre a revanche entre Condit e Diaz.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/nomundodaslutas/2012/02/08/nick-diaz-vs-carlos-condit-em-revanche-pelo-titulo/?topo=2,1,1,,,2


Cris Cyborg é pega no exame antidoping e deve perder o cinturão do Strikeforce

A lutadora brasileira Cris Cyborg deve perder o cinturão feminino do Strikeforce. A informação foi prestada pelo presidente do UFC, Dana White, em entrevista a uma rádio de Las Vegas (EUA) na noite desta sexta-feira (horário local, madrugada de sábado no Brasil). White é compõe o grupo de donos da Zuffa, empresa dona tanto do UFC quanto do Strikeforce. A decisão veio após a brasileira ter sido pega no exame antidoping.

- Ela vai perder o cinturão.

White também deu pistas de que toda a categoria feminina das leves da organização (até 60 kg), da qual Cyborg faz parte, corre risco de ser desfeita.

Natural de Curitiba (PR), Cris Cyborg foi suspensa por um ano e multada em R$ 4.610,50 (US$ 2.500) pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia por ter sido encontrada em sua urina a substância stanozol, um esteroide anabolizante. O exame foi feito no último dia 17 de dezembro, quando a brasileira manteve o cinturão do peso médio do Strikeforce ao derrotar a japonesa Hiroko Yamanaka por nocaute, com 16 segundos de luta. A vitória foi anulada (consta agora no cartel dela como “no contest”).

O chefe executivo da comissão, George Dodd, declarou que a vigilância diante dos perigos do uso de substâncias proibidas será mantida. Sobretudo diante deste novo caso de doping no MMA, agora entre as mulheres.

- Nossa principal preocupação é com a saúde e a segurança dos lutadores. Os agentes anabolisantes e de outras substâncias proibidas colocam não só os usuários desses agentes em risco, mas também os seus adversários. A comissão simplesmente não vai tolerar seu uso.

De férias com a família em Santa Catarina, a brasileira foi procurada pela reportagem do R7. Ela não foi encontrada, mas familiares da lutadora disseram, no início da madrugada deste sábado (7), “desconhecer” a informação acerca do doping. A expectativa é que Cris Cyborg se pronuncie oficialmente sobre o assunto ainda neste sábado. Segundo as autoridades americanas, ela ainda pode recorrer da decisão.

O presidente do Strikeforce, Scott Coker, divulgou um comunicado no qual afirma que o evento “não teve acesso aos exames da senhora Santos”, mas que a postura é sempre “contrária ao uso de qualquer produto dopante”. Coker ainda espera que a lutadora “não seja pré-julgada antes de exercer a sua oportunidade de defesa”.

Cris Cyborg é casada com o também lutador de MMA Evangelista Cyborg. Ambos são crias da academia Chute Boxe, reduto que deu ao mundo nomes como Anderson Silva, Maurício Shogun, Wanderlei Silva, José “Pelé” Landi, entre outros. A lutadora tem um cartel de 10 vitórias e uma derrota no MMA. No Strikeforce, ela ganhou cinco lutas e jamais perdeu.

Fonte: