[MMA] UFC 115: Franklin nocauteia Liddell e Cro Cop finaliza

[MMA] UFC 115: Franklin nocauteia Liddell e Cro Cop finaliza

A noite deste sábado (12) não foi boa para os fãs de Chuck Liddell. Precisando da vitória para seguir sua carreira no UFC, o ex-campeão dos meio-pesados mudou sua principal característica e partiu para cima de Rich Franklin, que por muitos anos dominou o peso médio no Ultimate. Porém, foi seguindo a estratégia que consagrou Liddell que Franklin conseguiu a vitória.

O moicano começou de maneira espetacular, partindo para cima e desferindo bons socos e chutes. Rich respondeu com bons socos, que balançaram levemente Liddell. Chuck não se intimidou e continuou partindo para cima. Ele venceria o primeiro round por pontos. Mas queria mais. Chuck encurralou Rich na grade e soltou os golpes, mas Franklin reagiu com um cruzado de direita e nocauteou Liddell. Ele ainda deu mais um golpe antes da interrupção do árbitro.

Com suspeita de fratura no braço, Rich Franklin comemorou bastante uma das vitórias mais importantes de sua carreira. Com triunfos sobre Wanderlei Silva e Chuck Liddell, Rich deixou claro que sua vontade é disputar o cinturão até 93kg do UFC, hoje nas mãos de Maurício Shogun. Enquanto isso, Liddell deixava o octagon sem conceder entrevista a Joe Rogan. Seu futuro é incerto, mas esta noite pode ser a última do moicano no Ultimate. Liddell deixa o octagon do Ultimate, mas deixa seu nome gravado na história do MMA.

NUNCA BRINQUE CONTRA CRO COP

De volta ao octagon após perder para Junior Cigano, o striker croata Mirko Cro Cop deu uma grande lição ao jovem Pat Barry. Bem menos experiente, Pat começou de maneira arrasadora, derrubando o croata em knockdown duas vezes em menos de cinco minutos. Mas ele decidiu deixar Cro Cop se levantar ao sentir que estava melhor na trocação. Grande erro. Mirko sorriu, cumprimentou e abraçou seu oponente, que até aquele momento dominava a luta.

O segundo round começou e, a partir daí, Cro Cop mostrou que o jovem adversário tinha muito o que aprender. Começando a soltar os perigosos chutes, Mirko dominou as ações e concluiu o trabalho com um terceiro round impecável. Com uma bela sequência de cruzados e ganchos, o croata levou Pat à lona na segunda metade do round definitivo, chegando facilmente às costas do oponente e encaixando o mata-leão e vencendo a batalha. Nunca brinque contra Cro Cop.

DINAMARQUÊS DOMINA PAULO THIAGO

Uma das esperanças brasileiras até 77kg, o policial do BOPE, Paulo Thiago, não se encontrou no octagon contra o dinamarquês Martin Kampmann. Controlando a distância no começo do duelo com jabs certeiros, o gringo levou a melhor também no chão, chegando a dar um susto no brasileiro com katagatami e mata-leões. O panorama se repete nos rounds seguintes, e os juízes decidem a luta a favor de Kampmann, que vence o brazuca por pontos.

“SUPER MARIO” NOCAUTEIA VETERANO

Em busca da primeira vitória no Cage do UFC, Mario Miranda enfrentou o experiente David Loiseau, e fez bonito. Após dominar o round inicial na trocação, o “Super Mario” brasileiro levou o gringo a knockdown com boas cotoveladas. No chão, Miranda tentou o mata-leão, mas foi no ground and pound que ele definiu a luta, castigando o oponente e forçando a interrupção do combate a 4min07s do segundo assalto.

RICARDO PERDE A SEGUNDA NO UFC

Lutando pela segunda vez no Ultimate, Ricardo Funch, companheiro de Gabriel Napão na Team Link, sofreu o segundo revés no octagon americano, para Claude Patrick. Melhor no primeiro round, Claude quase finalizou a luta com uma guilhotina, mas o gongo soou e salvou a pele do brasileiro. Porém, o gringo atacou com a guilhotina novamente e, com 1min44s de combate, conseguiu os três tapinhas e a vitória.

ÁRBITRO TRAPALHÃO EM NOVA POLÊMICA

O árbitro Yves Lavigne, conhecido pelas grandes trapalhadas que já protagonizou no UFC, aprontou mais uma das suas besteiras no octagon. Matt Wiman encaixou uma justa guilhotina em Mac Danzig, que resistiu bravamente. Wiman diz que o oponente apagou e o árbitro sacode a mão de Danzig para ver se ele estava consciente. Mesmo com a resposta positiva do lutador, Yves decide interromper a luta, para revolta geral da equipe de Mac.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 115
Vancouver, Canadá
Sábado, 12 de junho de 2010

Card principal:

– Rich Franklin nocauteou Chuck Liddell a 4min55s do R1;

– Mirko “Cro Cop” Filipovic finaliza Patrick Barry com um mata-leão a 4min30s do R3;

– Martin Kampmann derrotou Paulo Thiago na decisão unânime dos juízes;

– Ben Rothwell derrotou Gilbert Yvel na decisão unânime dos juízes;

– Carlos Condit derrotou Rory MacDonald por nocaute técnico a 4min52s do R3;

Card preliminar:

– Evan Dunham derrotou Tyson Griffin na decisão dividida dos juízes;

– Matt Wiman finalizou Mac Danzig com uma guilhotina a 1min45s do R1;

– Mario Miranda derrotou David Loiseau por nocaute técnico a 4min07s do R2;

– James Wilks derrotou Peter Sobotta na decisão unânime dos juízes;

– Claude Patrick finalizou Ricardo Funch com uma guilhotina a 1min44s do R2;

– Mike Pyle finalizou Jesse Lennox com um triângulo a 4min44s do R3.

Fonte: http://www.tatame.com.br/2010/06/12/Cobertura-em-tempo-real-do-UFC-115