[NOTICIAS] UFC 114: Em ascensão no UFC, Minotouro desafia novato para resgatar fama da família

[NOTICIAS] UFC 114: Em ascensão no UFC, Minotouro desafia novato para resgatar fama da família

Rogério Nogueira, o Minotouro, tem uma carreira de sucesso no vale-tudo, destacando-se pelas atuações no Japão, em torneios como o Pride. Em 2009, ele começou nova empreitada, desta vez no UFC, maior evento de MMA atualmente, e venceu por nocaute. Neste sábado ele tenta manter a boa fase, mas enfrenta pouco conhecido, tendo como um dos objetivos resgatar o prestígio da consagrada família Nogueira.

Pelo UFC 114, em Las Vegas, Minotouro enfrentaria o consagrado Forrest Griffin, mas o rival contundiu o ombro. Com isso, o oponente passou a ser o também norte-americano Jason Brilz, que tem um cartel expressivo, com 18 vitórias, um empate e duas derrotas, mas ainda não é considerado um dos grandes nomes da categoria meio-pesado, do campeão Maurício Shogun, a mais forte na atualidade.

Rogério é gêmeo de Rodrigo Nogueira, o Minotauro. No entanto, o irmão vem em momento irregular e perdeu dois de seus últimos três combates, todos entre os pesados do UFC.

Já Minotouro, pelo contrário, tem uma série invicta de seis lutas, sendo que apenas uma delas foi decidida por pontos. A última foi em sua estreia no octagon do UFC. Diante do compatriota brasileiro Luiz Cane, o Banha, o baiano nocauteou em apenas 1min56s, logo no primeiro assalto.

Neste fim de semana, o medalhista de bronze no boxe do Pan do Rio 2007 tem a chance de mostrar que pode avançar entre os meio pesados. No entanto, teve de mudar seus treinamentos para se adequar ao novo oponente.

“Nossa estratégia foi alterada, indo de um rival nocauteador para um bom no wrestling. Mas o objetivo é o mesmo, que é vencer”, disse Minotouro, sobre o combate.

Apesar de não enfrentar um nome tradicional como Griffin, mais uma vitória colocará o baiano na rota de estrelas da categoria.

RIVAL ANALISA O DUELO

Eu não podia pedir por um oponente melhor. Ele é ótimo em pé, ótimo lutando no chão, e vem de um bom treinamento. Não posso dizer nada ruim (de Minotouro) e estou ansioso pela luta. Nunca tive um rival deste calibre, então será um verdadeiro teste. JASON BRILZ, rival de Minotouro sábado

Além do novo campeão, Maurício Shogun, e do ex-detentor do cinturão, Lyoto Machida, os meio pesados têm como destaques lutadores do nível dos ex-campeões Quinton Jackson e Rashad Evans – que se enfrentam na luta principal da noite em Las Vegas-, Chuck Lidell e o próprio Griffin.

HISTÓRICO COM SHOGUN

O atual campeão dos meio pesados, Maurício Shogun, tem um espaço já marcado na história de Minotouro no vale-tudo. Os brasileiros tiveram um encontro no Pride, na luta que é considerada uma das melhores da história do evento.

Shogun e Minotouro duelaram em junho de 2005, em Saitama (JAP), pelo Pride Critical Countdown 2005. Apesar de o atual campeão do UFC ter ficado com a vitória na decisão por pontos, de forma unânime, o combate foi dos mais disputados.

Os brasileiros fizeram um combate muito pegado e com direito a muita trocação. Apesar de ambos terem a chance de vencer aquele combate, nunca se chegou a conversar seriamente numa revanche a Minotouro, que pode se concretizar caso o baiano mantenha a fase vencedora e o paranaense siga com o cinturão do UFC.

NÚMEROS DE MINOTOURO

  • 33 ANOS

    Tem o lutador baiano, que começou no mundo das lutas treinando boxe

  • 18 VITÓRIAS

    Soma Minotouro em sua carreira, com apenas três reveses sofridos

  • 11 LUTAS

    Vencidas por ele acabaram mais cedo, por nocaute ou finalização

  • TRIUNFOS

    É a marca invicta do meio-pesado, que não é derrotado há três anos

Fonte: http://esporte.uol.com.br/lutas/vale-tudo/ultimas-noticias/2010/05/27/em-ascensao-no-ufc-minotouro-desafia-incognita-para-resgatar-fama-da-familia.jhtm